Desmiolada

Sobrevivente de dois AVCs aos 34 anos, Camila Fabro fala sobre as suas experiências e a realidade da comunidade avcista em todo o Brasil

Rolar para cima