Curitiba: Indicadores apontam volta da bandeira laranja | Jornal Plural
Clube Kotter
20 out 2020 - 22h08

Curitiba: Indicadores apontam volta da bandeira laranja

Prefeitura manteve bandeira amarela a despeito do “critério matemático” estabelecido pela Secretaria de Saúde

Os Indicadores de Monitoramento da Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS) voltaram a apontar para o retomada da bandeira laranja, na última sexta-feira (16). A média ponderada dos 9 indicadores ficou em 2,00, o que, segundo as regras estabelecidas pela SMS, apontariam para a retomada da bandeira laranja. Isso, porém, não aconteceu.

A Secretaria também não divulgou o cálculo oficial dos indicadores, o que deveria ter acontecido na sexta. A divulgação é parte do que a secretária municipal de saúde, Marcia Huçulak, chamou, na última coletiva de imprensa, de “critério matemático”.

A retomada da bandeira laranja implicaria no aumento das restrições a atividades econômicas na cidade, uma semana após a Prefeitura ter ampliado a flexibilização das medidas de contenção da transmissão da Covid-19 – com reabertura de cinemas, autorização para realização de eventos, entre outras medidas.

Quando estabeleceu o Painel de Indicadores de Monitoramento da Covid-19, a SMS estipulou que o cálculo e, portanto, a definição da bandeira, seria realizado todas as sextas-feiras.

A reportagem solicitou o cálculo oficial dos indicadores à SMS na segunda-feira (19) mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Pelo cálculo elaborado pelo Plural, o índice do dia 16 de setembro ficou em 2,00. Os dados utilizados estão disponíveis aqui.

Critério inadequado

Apesar dos indicadores apontarem para a retomada da bandeira laranja, eles não avaliam adequadamente a situação. Isso porque, na sua concepção, o Painel de Monitoramento foi definido de forma a comparar a semana com a semana anterior, mas muitas das variações nos números da pandemia na Cidade se dão em períodos maiores.

Um exemplo disso aconteceu na semana de 18 de setembro. O indicador 6 do Painel, que mede o número de óbitos por 100 mil habitantes, teve um aumento em relação à semana anterior, de 11 de setembro: foi de 2,98 para 3,54. Mas em comparação com 15 dias antes, o resultado de 18 de setembro implicava numa redução no índice de mortos por 100 mil, já que o índice anterior era de 4,41.

Nas últimas transmissões feitas pela Secretaria, a secretária Márcia Huçulak tem enfatizado a redução do R, que mede a transmissibilidade do agente infeccioso, mas esse indicador não está entre os 9 do painel. E como o Plural já noticiou, o cálculo estipulado pela SMS para a média ponderada do Painel tem só uma chance em 20 de apontar para bandeira vermelha.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Curitiba: Indicadores apontam volta da bandeira laranja

  1. Os ônibus da URBS cheio são um dos causadores que ajuda a pandemia continua na nossa cidade Curitiba . Linhas Pompéia Janaína . Rurbana . Caximba olaria . Rio bonito CIC . Rio bonito sentindo pinheirinho viva gestão atual da saúde e prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias