Governo decreta situação de emergência hídrica no Paraná | Jornal Plural
7 maio 2020 - 21h14

Governo decreta situação de emergência hídrica no Paraná

Medida tem duração de 180 dias e autoriza ações como rodízio no fornecimento de água e outras a serem definidas pelo Instituto Água e Terra

Com documento publicado nesta quinta-feira (7), o governo estadual decreta situação de emergência hídrica no Paraná. A medida tem validade de 180 dias e leva em consideração “anomalias negativas de precipitação”.

De acordo com reportagem de Ana Justi, publicada pelo Plural na última segunda-feira (4), Curitiba enfrenta a sua pior seca em 40 anos. Antes mesmo do decreto n. 4626, a Sanepar vinha fazendo rodízios no fornecimento de água cada vez mais frequentes na capital e na região metropolitana.

O documento lançado pelo governo também cita a previsão de que dificilmente haverá chuvas suficientes para combater a seca pelos próximos quatro meses. E há ainda a pandemia do novo coronavírus, “sendo que o abastecimento público é essencial como medida de profilaxia”.

O governo reconhece a necessidade de convocar a população para colaborar com medidas de contenção do consumo. Nos próximos seis meses, o Instituto Água e Terra (IAT) deverá priorizar as demandas de prestadoras de serviço (como a Sanepar), definindo quem tem direito ao uso de recursos hídricos nas áreas agropecuária, industrial, comercial e de lazer.

A Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento deverá dar apoio a agricultores, enquanto o IAT e a Polícia Militar ficam responsáveis pela fiscalização.

O próximo passo do governo do estado será comunicar a população sobre a importância de economizar água neste momento.

O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias