Senadores do PR querem manter resultado da eleição na UFPR | Jornal Plural
24 set 2020 - 20h27

Senadores do PR querem manter resultado da eleição na UFPR

Em ofício enviado ao presidente, bancada paranaense pede respeito à decisão da comunidade acadêmica

Os três senadores do Paraná – Álvaro Dias (Podemos), Oriovisto Guimarães (Podemos) e Flavio Arns (Podemos) – querem que o resultado da eleição para reitor na Universidade Federal do Paraná (UFPR) seja mantido. Em consulta feita na comunidade universitária, o atual reitor Ricardo Marcelo Fonseca teve o voto de 83% dos participantes no pleito.

Em ofício enviado para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última quinta-feira (17), os senadores paranaenses pedem que Ricardo seja reconduzido ao cargo para o período de 2020 a 2024, em conformidade com a vontade de alunos, professores e servidores da UFPR.

No documento, os parlamentares destacam que a “UFPR se dedica há mais de 100 anos à promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e econômico do Brasil”. O texto também faz elogios ao trabalho do atual reitor e sustenta que a manutenção do resultado é o melhor para o futuro da Universidade.

“A experiência comprovada pelo atual reitor o qualifica para a recondução ao cargo, tratando-se de um administrador que prima pelo bom diálogo com os vários setores do ambiente universiário”, diz o ofício.

Em entrevista ao Plural, o senador Alvaro Dias lembrou que quando foi governador do Paraná (1988-1991), viveu o episódio de nomear um reitor para as universidades estaduais com base na Lista Tríplice. “Eu sempre nomeava o primeiro colocado da lista tríplice, não procurava saber formação política ideológica.”

Alvaro sustenta que a soberania do voto na comunidade acadêmica é o melhor critério para escolha do reitor. Segundo ele, a decisão deve ser tomada em respeito à vontade de quem participou do pleito.

O senador Flávio Arns (Podemos) também conversou com o Plural. Ele afirmou que o processo de escolha dos novos dirigentes da UFPR foi transparente, muito bem organizado, divulgado e realizado de forma democrática. Segundo ele, não há qualquer dúvida de que o resultado da consulta pública deva ser acatado.

“Cabe a todas as pessoas, após essa consulta (Lista Tríplice), acatar o resultado das urnas e contribuir para que nossa Universidade, que é centenária e conta com toda a credibilidade, continue a desempenhar seu papel de relevância na sociedade”, destacou Arns.

O Plural também procurou o senador Oriovisto Guimarães (Podemos), no entanto, o parlamentar não conversou com a reportagem. Segundo ele, foi uma questão de agenda.

A eleição para a Reitoria da UFPR, que tinha apenas duas chapas inscritas, tomou novo rumo nesta quinta-feira (24), quando o Colégio Eleitoral decidiu reabrir as inscrições para novas chapas concorrerem ao cargo.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias