Shoppings usam drive thru para burlar decreto de combate à Covid | Jornal Plural
1 jul 2020 - 16h09

Shoppings usam drive thru para burlar decreto de combate à Covid

Lojas que não são consideradas essenciais deveriam estar fechadas, mas vendas continuam sendo feitas às escondidas

O novo decreto publicado pelo governo do Estado, válido a partir desta quarta-feira (1), suspende o funcionamento de shoppings. Durante os próximos 14 dias, apenas serviços essenciais têm autorização para operar. Mas mesmo que as empresas infratoras possam ser multadas em até R$ 10 mil, o Plural apurou que lojas de roupas, sapatos, jóias e outros serviços não essenciais dos shoppings Barigui, Mueller, Cidade, Curitiba, Estação e Jardim das Américas estão atendendo por meio de drive thru e/ou delivery.

Entrei em contato com operações de todos os shoppings mencionados. A atendente de uma loja de acessórios do Jardim das Américas me enviou um áudio, via WhatsApp, dizendo: “Eu posso atender. Posso tanto levar no estacionamento, lá embaixo, a mercadoria, como posso levar até a sua casa, trabalho, enfim, a gente tá fazendo entrega. Me diz o que você quer que eu mando foto”. Perguntei sobre o horário de atendimento. “Segunda a sábado das 12h às 20h”, foi a resposta.

Do Barigui, uma loja de tênis informou: “Entramos em saldo hoje, posso te mandar o catalogo pra você dar uma olhada”. Do Mueller, o funcionário de uma marca de chinelos disse: “Estaremos atendendo no drive, hoje, até 16h, depois disso, sairemos para fazer entregas no delivery. Como poderia te ajudar?”. Do Estação, uma loja de presentes e decoração afirmou que o shopping não está fazendo drive thru, mas eles estão atendendo com entregas.

Menos tímido, o Shopping Cidade está divulgando promoções e entrega via redes sociais. Foto: reprodução/Instagram

“Muitas lojas nem são consideradas essenciais, como é que as pessoas vão pegar ônibus para trabalhar? Tem muita gente brava. Eu gostaria de estar trabalhando, mas, poxa, tem um decreto para conter a pandemia e tantas pessoas terão de sair de casa. Isso não vai ajudar. Se todo mundo resolver atender via delivery, não tem sentido o decreto”, diz a funcionária de uma loja do Mueller. Ela prefere não ser identificada.

Os shoppings Crystal, Pátio Batel, Palladium e Jockey Plaza publicaram avisos de que manteriam apenas o funcionamento de atividades essenciais, como alimentação e farmácia, nas modalidades delivery e drive thru.

A reportagem entrou em contato com as assessorias dos demais shoppings citados, mas até a publicação deste texto, nenhum respondeu, exceto pelos shoppings Estação e Curitiba, dizendo apenas que estão se adequando ao decreto ao longo do dia.

Atualização: nesta quinta (2), o Shopping Cidade se manifestou sobre o caso. Disse que está cumprindo o decreto, mesmo divulgando atividades não essenciais em sua página oficial no Instagram. “O ‘post’ divulgado na sua página é apenas o direcionamento de postagem de lojas que possuem páginas virtuais, e assim continuam operando, mas não dentro do Shopping Cidade”, afirma a assessoria.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem dez pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias