Secretários de Prefeitura têm 80% dos pulmões comprometidos pela Covid | Jornal Plural
1 jul 2020 - 15h05

Secretários de Prefeitura têm 80% dos pulmões comprometidos pela Covid

Geraldo e Genildo Carvalho são irmãos e atuam como secretários em Araucária

Irmãos e secretários da Prefeitura de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, Genildo e Geraldo Carvalho, estão com 43 e 41 anos, respectivamente, e vêm passando por momentos complicados depois de terem contraído o coronavírus. Os dois foram diagnosticados com situações similares e tiveram 80% dos pulmões comprometidos em razão da doença.

Em entrevista ao Plural, Geraldo – irmão mais novo e Secretário de Políticas Públicas de Araucária – conta que fez um primeiro teste para covid-19 depois de ter sentido falta de ar, o resultado foi negativo. Logo depois, fez uma ressonância e descobriu que estava com o pulmão quase todo comprometido pela doença. Com isso, o secretário foi colocado no oxigênio do Espaço Covid em um hospital da Cidade.

Devido à situação, os profissionais de saúde encaminharam Geraldo para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele foi com a esposa até o Hospital do Rocio, em Campo Largo. Geraldo explica que os dois ficaram cinco dias juntos; sua companheira conseguiu voltar pra casa, e está melhorando, mas o estado dele piorou. O secretário ficou por quatro dias na UTI, seu internamento durou um total de 15 dias.

Geraldo destaca que quando a esposa saiu do hospital, foi aguardar os resultados dos testes dos filhos menores do casal, que também contraíram a doença, mas passam bem. Os outros dois filhos do casal, um de 19 e outro de 21 anos, estavam sem sintomas e não foram infectados. O secretário foi liberado para se recuperar em casa no domingo (28). “Começamos a conversar aqui e descobri que meu padrasto tava também internado na UTI do Rocio, hoje faz seis dias”, diz Geraldo que conta que a doença atingiu em cheio a sua família.

Geraldo ressalta que seu irmão Genildo – Secretário de Governo de Araucária – também fez a ressonância depois de ter contraído a doença, mas afirmou que, mesmo com o resultado, ele estava tranquilo. No domingo, o irmão mais velho foi internado as pressas por estar com o pulmão comprometido. A esposa de Genildo também foi infectada com a doença e está em casa.

Outro irmão de Geraldo e Genildo também foi diagnosticado com covid-19, mas com sintomas leves e se recupera em casa. Por fim, a mãe dos três também pegou a doença; ela está em observação em uma unidade de atendimento em Araucária.

Tratamento

Geraldo afirma que quando estava em Araucária foi atendido imediatamente. Segundo ele, por conta do seu resultado alarmante na ressonância, os médicos não esperaram para tentar conseguir uma vaga em uma UTI. O secretário reforça que ouviu do médico que dormir de bruços poderia ajudá-lo a não ser entubado com o respirador, e a técnica funcionou. “Dormir de bruço, você força o diafragma e começa a entrar e sair ar do pulmão, ai começa a liberar de novo”, relata.

De acordo com Geraldo, Genildo está usando a mesma técnica e permanece em um quarto do Rocio. Até o momento, o secretário de Governo está estável e não precisa de cuidados da UTI. No caso do irmão mais novo, a situação do pulmão era grave, por isso, Geraldo teve que assinar um termo que liberava o uso de procedimentos alternativos, que são destinados a casos mais delicados de coronavírus.

Um desses tratamentos era com o uso da cloroquina, remédio que não tem eficácia científica comprovada e é usado, preferencialmente, em casos mais graves da doença. Atualmente, mesmo com o uso de medicamentos mais fortes, Geraldo está se recuperando em casa. “Eu agradeço a todos os funcionários do Hospital do Rocio, ao médico Dr Kenji, que insistiu em não me levar ao tubo de oxigênio, aos familiares e amigos que estão orando pra gente, só tenho a agradecer”, diz.

Araucária em alerta

No último dia 22, o prefeito de Araucária, Hissan Hussein testou positivo para a covid-19, mas não apresentou sintomas. A esposa dele teve um quadro leve da doença. Até o momento, o município tem 412 casos confirmados de coronavírus e seis mortes.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias