“Missão Dubai”: governo do PR segura divulgação de gastos de viagem à cidade do luxo - Jornal Plural
14 out 2021 - 11h35

“Missão Dubai”: governo do PR segura divulgação de gastos de viagem à cidade do luxo

Também não foram divulgadas as datas dos voos nem o nome do hotel em que os representantes estão hospedados

O governador Ratinho Jr. e uma comitiva de outros 11 executivos e servidores do estado cumprem agenda em Dubai, nos Emirados Árabes, desde o último domingo (10). Os embarques começaram na semana passada, mas, até esta quinta (14), nenhuma informação pública sobre gastos e custos havia sido divulgada. Mesmo a pedido, o governo manteve o suspense sobre as cifras e disse que os valores constarão no Portal da Transparência – ou seja, só poderão ser acessados dias após a volta do grupo ao Brasil.

Também não foram divulgadas as datas dos voos nem o nome do hotel em que os representantes estão hospedados. Parte da agenda, segundo informa a própria Agência Estadual de Notícias (AEN), ocorrerá no Crowne Plaza, rede de hotéis considerada de luxo – nível compatível com o porte de Dubai, apontada como uma das cidades mais caras do mundo.

A lista oficial da comitiva também não foi publicada com antecedência. Mas nesta quarta-feira (13), em resposta ao Plural, o governo informou que, além do governador, integram a comitiva oficial os secretários Sandro Alex (Infraestrutura e Logística); Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento); Márcio Nunes (Desenvolvimento Sustentável e Turismo); e Marcel Micheletto (Administração e Previdência), além do diretor-geral do Departamento de Estadas e Rodagem (DER) Fernando Furiatti; o coordenador do Grupo de Trabalho do Plano Estadual Ferroviário de Ferrovias, Luiz Fagundes; o chefe do Escritório de Representação do Paraná em Brasília, Rubens Bueno Filho; e quatro servidores do departamento de Cerimonial e da Comunicação.

Os compromissos ocorrem no âmbito da Expo Dubai 2020, evento internacional de negócios cuja proposta é incentivar investimentos. O encontro estava marcado para o ano passado, mas foi adiado por causa da pandemia do coronavírus. No caso do Paraná, o foco da apresentação são os setores da agroindústria e do turismo – nesta quarta foi anunciada a possibilidade de o estado receber voos diretos para Dubai pela companhia Emirates Airlines.

Contudo, além da comitiva oficial, também se juntaram aos representantes do estado em Dubai os presidentes da Copel (Daniel Slaviero), da Sanepar (Claudio Stabile) e da Portos do Paraná (Luiz Fernando Garcia), bem como Eduardo Bek e Giancarlo Rocco, respectivamente presidente e diretor de Relações Internacionais da autarquia de investimentos do governo, Invest Paraná.

Isoladamente, o governo citou a presença de representantes das prefeituras de Cascavel, Foz do Iguaçu, Maringá, Londrina, Ponta Grossa, Toledo e Guarapuava. A reportagem apurou ainda a presença de prefeitos de Imbaú, Castro, Carambeí e Piraí do Sul. Em foto divulgada nas redes sociais, governador e prefeitos aparecem em um restaurante. Na mesa, garrafas que remetem à água mineral da marca italiana San Pellegrino, cujo preço médio do litro no Brasil chega a ultrapassar os R$ 20.

Governador e prefeitos almoçam em Dubai. Reprodução Instagram Henrique Carneiro

Segundo o estado, o governo não tem relação com diárias, passagens e custos da comitiva paralela. Já a comitiva oficial, de acordo com o informado, está com todos os gastos de acordo com o que prevê a legislação.

“Todos os integrantes viajaram em classe econômica e receberam apenas diárias. Antes da missão internacional, o governador determinou que as diárias das autoridades, reguladas por decreto estadual, fossem reduzidas pela metade (conforme despacho governamental). Os valores serão publicados no Portal da Transparência”, diz trecho da nota encaminhada.

A reportagem pediu acesso ao despacho citado na resposta, mas o documento não foi disponibilizado.

Desde 2019, diárias de servidores em viagens obedecem a normas de um decreto estadual. A norma não obriga a divulgação antecipada dos custos, mas apenas alimentação no Portal da Transparência após aprovação da prestação de contas.

Por causa da falta de informações, a oposição do governo na Assembleia Legislativa (Alep) endereçou ao chefe da Casa Civil, o deputado Guto Silva, requerimento com diferentes questionamentos. O pedido às cifras e a demais detalhes da viagem foi feito pelo deputado Arilson Chiorato (PT).

O requerimento enviado à Casa Civil nesta quarta pede acesso ao valor total da viagem, à agenda das atividades oficiais e ao plano de aplicação dos recursos públicos destinados a cobrir as despesas da comitiva. O deputado pede ainda para que a pasta esclareça se o planejamento foi próprio, por meio agência licitada, e perde esclarecimentos sobre o possível envolvimento de uma Oscip na organização das atividades oficiais.  

Dubai, um dos sete emirados da nação dos Emirados Árabes, é uma das cidades mais caras do mundo.

Negócios

Segundo o governo do Paraná, a viagem encabeçada por Ratinho Jr. contempla três grandes inciativas. Uma delas é o “Paraná Business Experience”, organizado para colocar frente a frente empresários paranaenses a investidores de Dubai. Neste caso, as despesas foram custeadas pelos empresários.

Outros dois propósitos são a própria Expo Dubai, cujo pavilhão Brasil é representado pelo Paraná, e encontros bilaterais com autoridades econômicas do país numa tentativa de impulsionar novos negócios entre o Paraná e a comunidade árabe.

“As agendas resultaram em memorandos de entendimento, a criação de um escritório permanente em Dubai, portas abertas a empresários dos países que compõem o Oriente Médio, a apresentação de uma plataforma bilíngue de negócios internacionais, aproximação com certificadores do mercado halal e possibilidade concreta de novas pontes, importantes para o momento pós-pandemia”, explicou o governo.

“Também foi a oportunidade de apresentar o protagonismo do Paraná com relação ao tema da Sustentabilidade ao mundo, o que foi reconhecido internacionalmente pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), além das concessões que vão acontecer nos próximos anos no Paraná: o anel rodoviário e a linha ferroviária da Nova Ferroeste. Abertura comercial e ampla rede de contatos são pilares do desenvolvimento econômico e social”.

Apesar de o governo não ter informado a data de volta do governador, o vice, Darci Piana, permanece com governador em exercício até o próximo domingo (17).

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

5 comentários sobre ““Missão Dubai”: governo do PR segura divulgação de gastos de viagem à cidade do luxo

  1. A familia dos RATOS e seu imperio a serviço dos seus interesses, isso acontece ha decadas e com o bozo a tira colo, eles fazem isso. O tempo dirá e as eleições proximas colocará as coias em seu devido lugar. Requião de volta.

  2. É justo: estão curtindo e gastando com o $$$ de quem os elegeu. O secretário da pesca postou que tudo aquilo “é topzera”… Diz muito do naipe da rataiada…

  3. Para isso não estamos mais numa crise devido ao Covid-19? Mas para os reajustes do servidor público , que estão congelados há 6anos , vamos seguir na crise por mais alguns anos né seu RATO? ELEIÇÕES 2022 REQUIÂO TE TIRA DO TRONO SEU FALSO !

  4. Que fase nós vivemos. Só não quis comer pizza na calçada, porque não é do costume, muito pelo contrario… Um governador pau mandado, nem no governo dele tem liberdade pra fazer alguma coisa… Reza a lenda que quem manda no Estado é um grupo que cerca o governador e que mama nas tetas leitosas do Estado a muitos anos e dita pra ele o que falar e fazer… O que fez esse senhor em seu governo… Cuidou da pandemia que não era mais que obrigação, com benécias federais, e é aliado do maluco do Bozo porque papai assim o disse pra fazer, tem também a manutenção das rodovias importantes do Estado, mas pra privatizar… Restando… Mais nada…. os servidores do Estado do Executivo sem receber a inflação a seis anos, porque tirando alguns orgãos protegidos, muitos tem orçamento proprio e ali está tudo bem… O Estado está arrecadando horrores com essa inflação sob a batuta do seu ídolo aloprado… Mas usa a muleta de que está quebrado… E se estão a culpa e de vocês… Se Deus quiser, esse cidadão vai passar e não deixará saudade… Amém, Oxalá… Que Deus nos ouça…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias