Dê livros de Dia das Crianças - Parte 2 | Plural
Fide 2019
2 out 2019 - 22h38

Dê livros de Dia das Crianças – Parte 2

Veja mais três dicas de presente para os pimpolhos lerem

O Plural continua sua campanha pelo livro como presente no dia 12 de outubro. Hoje vão aqui dicas da professora Sandra Stroparo, do Departamento de Letras da UFPR, e de Jaqueline Conte, autora especializada em literatura infantil.

Dica de Sandra Stroparo

O gênio do crime, de João Carlos Martins

Sim, Monteiros Lobatos e Anas Marias Machados. Sim, Lygias Bojungas Nunes… Todos são nomões. Eu li tudo isso. E é muito bom. Li até Machado quando era criança ainda.

Mas eu gostei mesmo, lá pelos dez anos, de O gênio do crime, do João Carlos Marinho. Até já tinha uma noção do que era uma história policial (livrinhos e longas sessões da tarde com dublagens horrorosas…), mas O gênio do crime me explicou trama, mistério, estratégia, descoberta. E com personagens que tinham a minha idade, o que colocava tudo em um contexto mais interessante, ao menos pra mim, acostumada a ler clássicos brasileiros do século XIX no colégio de freiras.

Assim, a turma do Gordo (é… tempos politicamente incorretos, perdoem a minha geração!) acabou sendo o meu parâmetro literário de turma de amigos por bastante tempo, e entender a estratégia de perseguição reversa foi um dos primeiros momentos em que percebi que era legal pensar o mundo ao contrário…  A gente compra um livrinho desses pra dar pra uma criança mas sempre pode aproveitar dar uma lidinha rápida antes, né?

Na Amazon: O Gênio do Crime. Uma Aventura da Turma do Gordo

Dicas de Jaqueline Conte

Livros de poemas são sementes de encantamento; crianças são seres poéticos por natureza. Assim, quanto mais cedo apresentamos a elas bons livros de poesia, mais chances teremos de conservar e de ampliar sua sensibilidade e senso estético. Temos muitos poetas brasileiros, clássicos e atuais, com ótimos livros para crianças: Manoel de Barros, Mario Quintana, Sérgio Capparelli, Cecília Meirelles, Léo Cunha, Gloria Kirinus (uma peruana brasileiríssima), Eucanaã Ferraz, Sidónio Muralha (nasceu em Portugal, mas morou por muitos anos no Brasil), Tatiana Belinky, Marta Lagarta, Sonia Junqueira, José Paulo Paes, Ruth Rocha, entre tantos outros. Sugiro aqui apenas dois, só pra começar a aventura:

“Jardins”, de Roseana Murray, com desenhos de Roger Mello (São Paulo: Global, 2017)

Este livro é mesmo um presente. Já vem até com laço de fita vermelha, no maravilhoso projeto gráfico do ilustrador Roger Mello, um dos mais premiados artistas do Brasil. As belíssimas ilustrações e o colorido vibrante de cada uma de suas páginas casam a potência dos poemas, sempre sensíveis, de Roseana Murray:

“Flores pintam
norte e sul
em todos os timbres
e tons de azul”

São 20 pequenos poemas em 34 páginas. Apesar de curto, dá para ler e ficar horas apenas observando cada detalhe dos textos e das imagens surpreendentes.

Na Amazon: Jardins

“Na sopa do sapo”, haicais de Alvaro Posselt, ilustrados por Eve Ferretti (Curitiba: Insight, 2016)

Conhecido na cena paranaense pelo amor aos haicais, forma de poesia de origem japonesa, com poemas de três versos, rima e métrica bem definidos, Alvaro fala neste livro de insetos facilmente “encontráveis” no nosso dia a dia. Com boa dose de humor, seus haicais encantam até as crianças com menos idade.

“Um som vespertino
Cautela! O grilo duela
com seu violino”

As ilustrações de Eve Ferretti enriquecem ainda mais a produção bem cuidada, que no final também ensina o leitor a montar um sapo saltitante em origami.

Na Amazon: Na sopa do sapo – insight

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Últimas Notícias