Transporte coletivo sofre novas alterações por conta de pandemia | Plural
24 mar 2020 - 18h39

Transporte coletivo sofre novas alterações por conta de pandemia

Ônibus passam a operar durante a semana seguindo os horários da tabela de sábado

A partir desta quarta-feira (25), o funcionamento do transporte coletivo curitibano mudará pela segunda vez. Durante a semana, os ônibus devem circular de acordo com a tabela de sábado, nos fins de semana o sistema seguirá os horários de domingo.

De acordo com a Urbs, a pandemia do novo coronavírus resultou em uma queda de 76% no número de passageiros desde 10 de março. Segundo dados da entidade, o sistema opera com 577 mil passageiros a menos por dia. “Todas as linhas continuam em funcionamento, e os ônibus vão operar com folga. As pessoas poderão se manter a uma boa distância uma das outras dentro dos veículos”, explica o presidente da Urns, Ogeny Pedro Maia Neto. 

Essa mesma redução nos ônibus já havia acontecido na última sexta-feira (20), mas gerou aglomeração de pessoas em terminais e linhas. Dessa vez, a entidade argumenta que a capacidade de transporte da tabela de sábado é de 895 mil pessoas por dia – o que atenderia cinco vezes o número atual de passageiros registrados pela rede de transporte.

“A alteração é necessária uma vez que houve fechamento generalizado de escolas, faculdades, comércio e serviços, além de cortes nas linhas metropolitanas pela Comec”, esclarece o presidente. Na segunda-feira (23/3), por exemplo, foram transportados 179 mil passageiros. No último dia 10 de março, o movimento havia sido de 756.167 passageiros.

Monitoramento

Mesmo com a medida, a Urbs deve manter uma frota reserva de prontidão, para evitar os problemas que ocorreram na outra semana. “O monitoramento é permanente”, diz Maia Neto. “O transporte público é essencial para as pessoas que continuam trabalhando, a maioria delas em serviços também essenciais, como os profissionais de saúde.”

O sistema de transporte de Curitiba é composto por cerca de 1.250 ônibus e conta atualmente com 254 linhas urbanas.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Assuntos:

Últimas Notícias