Sobre o Nascer Bem | Jornal Plural
Clube Kotter
1 mar 2020 - 20h58

Sobre o Nascer Bem

Projeto surgiu como pesquisa acadêmica em 2015. E agora é retomado como série de reportagens

O projeto Nascer Bem nasceu em 2015, no Núcleo de Jornalismo Investigativo do curso de Jornalismo da Universidade Positivo. Em julho daquele ano havia entrado em vigor a Resolução Normativa 368 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que obrigava os planos de saúde privados de todo país divulgarem as taxas de cesárea de hospitais, médicos e do plano.

Na primeira versão, o Nascer Bem foi construído a partir de dois banco de dados obtidos por alunos de jornalismo sob orientação da jornalista Rosiane Correia de Freitas (na época, professora da Universidade e hoje uma das fundadoras do Plural). Um banco era do SUS e indicava partos realizados na rede do sistema público na cidade. O outro era formado de dados obtidos juntos aos planos de saúde.

Não foi fácil para o grupo envolvido no projeto conseguir informações de planos e médicos. Foram obtidos dados apenas de seis dos dez maiores planos de saúde que operam em Curitiba. Mas a informação disponível se mostrou extremamente útil. Mesmo sem atualização, o Nascer Bem fez parte da rotina de mulheres grávidas de Curitiba desde então.

Agora o Plural retoma o projeto. Nas próximas quatro semanas o portal irá publicar os dados de partos realizados pelo SUS e pela rede privada. O conjunto de dados pretende mostrar a taxa de cesárea dos hospitais, planos e médicos, além de outras informações sobre parto.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias