Ratinho propõe suspender reajuste do funcionalismo | Jornal Plural
8 jul 2020 - 17h15

Ratinho propõe suspender reajuste do funcionalismo

Segunda parcela de reposição de atrasados seria paga em janeiro de 2021. Índice seria de 1,5%

O governador Ratinho Jr. (PSD) enviou para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) nesta quarta-feira (8) um projeto que suspende o reajuste salarial de todo o funcionalismo paranaense. O índice de 1,5%, que já estava negociado, fazia parte de um parcelamento definido para suspender a última greve da categoria.

A proposta chegou como emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, e terá de ser discutida nas comissões e no plenário da Assembleia. Ratinho, porém, conta com ampla maioria dos deputados estaduais.

Na justificativa da mensagem, que foi lida em plenário na sessão desta quarta, o governo diz que a pandemia prejudicou o caixa do Estado. Com o isolamento social, teria havido redução na atividade econômica e, por consequência, arrecadação menor de tributos, especialmente do ICMS, parte importante da receita estadual.

O governo do Paraná tem negado reajustes e reposições regularmente ao funcionalismo nos últimos anos, desde o segundo mandato de Beto Richa (PSDB). No ano passado, depois de uma longa negociação, Ratinho aceitou parcelar pelo menos 5% dos 18% que havia de defasagem Os primeiros 2% foram aplicados em janeiro passado.

Mais informações em breve.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias