Ex-deputado paranaense testa positivo para Covid-19 | Plural
8 jul 2020 - 17h26

Ex-deputado paranaense testa positivo para Covid-19

Nelson Meurer está preso, condenado na Operação Lava Jato. Ele passou mal e fez exames para detectar contágio pelo coronavírus. Advogado quer prisão domiciliar

O ex-deputado federal Nelson Meurer, primeiro político condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Operação Lava Jato, testou positivo para Covid-19. O resultado do exame veio no início da noite desta quarta-feira (8). Meurer estava internado desde terça-feira (7) na Policlínica São Vicente de Paula, hospital particular, em Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná.

Meurer cumpre pena de 13 anos e nove meses de prisão na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão. Ele está preso desde outubro de 2019, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de ter recebido R$ 29 milhões no esquema da Petrobras.

Procurado pelo Plural, o advogado do ex-parlamentar, Michel Saliba, destacou que o seu cliente pode ter sido contaminado por funcionários do presídio que tiveram contato com ele e estavam infectados com a Covid-19.

O advogado afirma que diante da realidade interna, o parlamentar foi obrigado a fazer o teste, mesmo não tendo sintomas da doença. Na terça-feira, o ex-deputado passou mal, sentiu sintomas gripais e foi atendido por um médico do presídio.

De acordo com Saliba, Meurer fez uma tomografia no pulmão, que mostrou aspecto infeccioso típico em pacientes com coronavírus. O ex-deputado foi testado novamente.

Prisão Domiciliar

O advogado argumenta que sua equipe tem alertado ao STF desde novembro que há riscos em manter Meurer preso em regime fechado, já que o ex-deputado tem algumas doenças pré-existentes. Segundo ele, há uma resistência do relator da ação no STF, ministro Edson Fachin, que não liberou a prisão domiciliar para o ex-parlamentar. “Na prisão domiciliar, se houver alguma intercorrência cardíaca, ele consegue ser salvo”, diz.

Saliba sustenta que vários réus condenados na Lava Jato já puderam cumprir pena em casa, como é o caso do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Contudo, Fachin acredita que Meurer não tem motivos para deixar a prisão, já que a administração do presídio onde ex-deputado está preso informou que está tomando todos os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19.

Saliba ressalta que caso algo aconteça com Meurer, o Estado pode ser considerado culpado por isso. Na última ação do processo, Fachin se posicionou dizendo que qualquer argumento da defesa relacionado aos cuidados extras que o ex-deputado deve receber, independem do local de tratamento.

Cadeia Pública

Na terça-feira (7), a Prefeitura de Francisco Beltrão informou que 12 dos 30 presos que estão em quarentena na cadeia pública da 19ª Subdivisão Francisco Beltrão (SDP) testaram positivo para a Covid-19. Os exames se referem apenas a presos da cadeia pública, não tendo relação com a Penitenciária Estadual.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.
5 1 voto
Article Rating
Subscribe
Notificação
guest
0 Comentários
Comentário no texto
Ver todos

Últimas Notícias

0
Adoramos ouvir você, deixe seus comentáriosx
()
x