Família Barros tenta emplacar Maria Victória como vice de Greca | Jornal Plural
19 ago 2020 - 19h39

Família Barros tenta emplacar Maria Victória como vice de Greca

Ricardo Barros diz que sua filha pode estar na chapa do atual prefeito

O líder do Governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP), afirmou nesta quarta (19) que sua filha, a deputada estadual Maria Victória (PP), é forte candidata à vice na chapa do prefeito Rafael Greca (DEM) nas eleições deste ano. A briga, porém, ainda está longe de terminar.

Barros afirmou que essa é uma das principais costuras que estão sendo feitas para a política regional do seu partido. Em entrevista ao Portal Banda B, o deputado afirmou que Greca é amigo pessoal da família e ainda lembrou que Maria Victória ficou em quarto lugar nas eleições de 2016, tendo sido a única candidata que apoiou o atual prefeito no segundo turno das eleições de 2016.

Ricardo Barros foi procurado pelo Plural para explicar as declarações e lembrou que a deputada apoiou Greca quando ele ainda estava atrás nas pesquisas de opinião. “A Maria Victória cumpriu bem com o seu papel e acredito que tem condições de somar com o prefeito Greca na chapa de vice”, diz.

Se a deputada não for selecionada como vice de Greca, Barros destacou que o Progressistas tenha uma candidatura própria, com a ex-governadora Cida Borghetti (PP) lançada como candidata à prefeita de Curitiba.

Apesar das declarações de Ricardo Barros, o prefeito Rafael Greca já deixou claro que quer manter Eduardo Pimentel (PSD) como vice em sua chapa. Em entrevista à Rádio Jovem Pan na última sexta-feira (14), Greca preferiu não comentar sobre as brigas políticas que estão acontecendo em torno do pleito, mas disse que prefere continuar com seu atual vice. Ademais, o prefeito sustentou ter apreço pelo governador Ratinho Jr (PSD) e falou que busca o seu apoio nas eleições.

Leprevost é candidato?

Eduardo Pimentel é do mesmo partido do governador, mas só sairá candidato à vice se o partido decidir que o deputado federal Ney Leprevost (PSD) não pode concorrer. Procurado pelo Plural, o ex-secretário de Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná reforçou que está na disputa e informou que sua candidatura será oficializada na convenção do PSD que vai acontecer no início de setembro.

De acordo com Leprevost, as declarações do deputado Ricardo Barros como normais e coerentes, já que Greca foi apoiado por Maria Victória nas eleições e apoiou a ex-governadora Cida Borghetti em 2018. O pré-candidato classificou o desejo do atual prefeito de ter um vice do PSD como incoerente.

O Plural também procurou o atual vice-prefeito Eduardo Pimentel para comentar sobre as disputas que envolvem as eleições. Em resposta, ele disse que não vai comentar o assunto.

Ao que tudo indica, as candidaturas para as eleições de 2020 só serão resolvidas quando o governador Ratinho Jr se pronunciar sobre quem deve apoiar no pleito. A tendência é que isso aconteça em cima das datas das conveções partidárias.

Greca está confiante que receberá o apoio já no primeiro turno. Leprevost acredita que em um primeiro momento Ratinho vai ficar neutro, mas confia que no segundo turno, poderá ser apoiado pelo governador.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias