"Entre facas e segredos" diverte e dá cutucadas políticas | Plural
11 dez 2019 - 22h00

“Entre facas e segredos” diverte e dá cutucadas políticas

Filme tem Daniel Craig no papel do detetive Benoit Blanc, que precisa solucionar a morte de um velho endinheirado

Harlan Thrombey (Christopher Plummer) é um autor de livros sobre crime, e acaba sendo encontrado morto na manhã que se segue a sua comemoração de aniversário. A princípio, tudo indica que foi um suicídio, mas a presença do investigador particular, Benoit Blanc (Daniel Craig), pode mudar essa perspectiva. 

A partir daqui um labirinto de crime e mistério se abre no casarão da família Thrombey: quem poderia ter assassinado o velho Harlan? O marido de sua filha mais velha, Richard (Don Johnson); o neto playboy, Ransom (Chris Evans); ou talvez a viúva da família, sustentada por Harlan, Joni (Toni Collette)… Ou ainda o filho Walt (Michael Shannon), a frente da editora da família e sempre metido em discussões com o pai.  

Acima de suspeita, apenas a enfermeira de Harlan, Marta (Ana de Armas), portadora de uma condição que a impede de mentir; a mãe do falecido, uma senhora bem idosa, que lembra muito uma coruja; e a filha mais velha do escritor, Linda (Jamie Lee Curtis) que não consegue acreditar na hipótese de suicídio, e insiste que o “jogo” do pai ainda revelará algo grande, como em seus romances. 

Escrito e dirigido por Rian Johnson, o roteiro envolve o espectador em sua trama intricada, ligando pontos e pistas que, diante de um olhar secundário, revelam muito mais do inicialmente pensávamos. Assim como no clássico jogo “Detetive”, cabe aos investigadores recolher pistas e analisar suspeitos. 

Motivos e dúvidas não faltam. Entre risadas, situações absurdamente divertidas, e algumas cutucadas políticas, as rusgas e encrencas da família Thrombey serão dissecadas até o fundo do mistério. Tudo isso, claro, com uma grande reviravolta que não deixa pontas soltas.

Serviço
“Entre facas e segredos” estreia nesta quinta-feira (12) em todo o Brasil. Com 2h10 de duração, o longa tem classificação etária estabelecida em 14 anos. Em Curitiba, o filme poderá ser visto nas salas do Cine Passeio; do Cinemark Barigui e Mueller; do Cinépolis Batel e Jockey Plaza Curitiba; do Cinesystem Shopping Curitiba; do Espaço Itaú de Cinema; e do UCI Palladium e Shopping Estação. 

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Últimas Notícias