Os 10 melhores parmegianas de Curitiba, segundo Caroline Grimm
24 set 2021 - 19h38

Cozinheira prova 55 parmegianas e elege os 10 melhores de Curitiba

A cozinheira e influenciadora digital, Caroline Grimm, levou sete meses para provar todos os pratos; veja lista

“Eu não gostava muito de parmegiana porque nunca havia comido um bom”, diz a servidora pública Caroline Grimm, que no tempo livre é cozinheira, formada no Centro Europeu, e influenciadora digital. “Sempre havia comido aqueles parmegianas afundados no molho, exagerados, pesados e não entendia porque muita gente gostava tanto. Aí pensei: ‘vamos achar um gostoso'”, explica Caroline, que no começo do ano saiu em busca do melhor parmegiana de Curitiba.

Por meio de indicações de amigos e seguidores – ela conta com mais de 28 mil followers no Instagram – e garimpando sozinha restaurantes que servissem o prato, Carolina iniciou uma saga que a levaria a conhecer 55 restaurantes em sete meses para, afinal, eleger os dez melhores preparos desse prato.

Após muitas garfadas de bife empanado coberto com molho de tomate e queijo muçarela, o parmegiana do restaurante Il sogno di Mamma Nunzia, no Centro, foi eleito vencedor. Não foi uma escolha fácil, diz Caroline, que ficou surpresa com a variedade de receitas, altura do bife, sabor do molho e apresentação. “Esse é o melhor parmegiana entre os que provei, mas é impossível falar qual é o melhor de todos porque deve ter muitos outros por aí”, explica.

Caroline definiu os seis critérios do bom parmegiana:

  1. Filé mignon alto, vermelho no centro, muito macio e suculento;
  2. Empanado crocante, com farinha Panko, que não seja totalmente coberto pelo molho para não amolecer o empanado;
  3. Molho de tomate feito na casa, com acidez certa para equilibrar a gordura do queijo e do empanado;
  4. Queijo de boa qualidade que derreta bem e que esteja bem gratinado;
  5. Não deve levar presunto;
  6. Não deve levar orégano seco.

Após provar tantos parmegianas, ela não só não enjoou, mas passou a gostar do prato. “Fui experimentando, experimentando, até que me apaixonei porque comi vários bons”, garante a cozinheira, que nos próximos dias vai lançar mais uma lista de parmegianas, desta vez baseada nos restaurantes com melhor custo/benefício.

Caroline Grimm. Foto: Arquivo pessoal.

“Tem muita lista de melhor restaurante italiano, japonês etc. Mas eu acho muito difícil comparar maçã com banana porque um [espaguete] à carbonara num restaurante pode ser ótimo e um parmegiana uma porcaria”, explica Caroline que prefere comparar pratos e não estabelecimentos.

Os parmegianas provados têm custos variados, de R$ 27 até mais de R$ 150 (para duas pessoas). Caroline ressalta que pagou tudo do bolso dela.

Apesar de muitos acreditarem que seja um prato italiano, o parmegiana é uma iguaria brasileira. Na Itália, a parmegiana é o equivalente à lasanha de berinjela, isto é, fatias do vegetal fritas e intercaladas com molho de tomate. “Não se sabe quem criou o prato da forma como conhecemos hoje, mas há quem acredite que a adição da carne tenha relação com a abundância deste insumo, no Brasil”, explica Caroline.

E agora confira a lista.

Os 10 melhores parmegianas de Curitiba, segundo Caroline Grimm

1. Il Sogno di Mamma Nunzia

Filé alto, macio, no ponto perfeito, com crosta bem crocante, molho delicioso.

Av. Jaime Reis, 216 – São Francisco – (41) 3049-5501. Instagram: @ilsognocuritiba

***

2. Con. Cozinha Autoral

Filé muito macio, super saboroso, apresentação linda. Destaque para a ótima massa de acompanhamento.

Av. do Batel, 1665 – Batel. Instagram: @con.cozinha.

***

3. San Gambrinus

Carne muito macia, de cortar com colher. Maravilhosa polenta cremosa de acompanhamento.

R. Atílio Bório, 1379 – Alto da XV – (41) 3014-6552. Instagram: @bistro_san_gambrinus_cwb

***

4. Jardim Secreto

Apresentação caprichada, carne macia, empanado crocante, queijo bem derretido (foto 6)

Av. do Batel, 1190. Instagram: @jardimsecreto.ga

***

5. São Francisco 1955

Filé muito alto, super vermelho no centro, molho sensacional
Rua São Francisco 154 – (41)3224-8745. Instagram: @saofrancisco1955

***

6. Ponte Vecchio

Filé super bem temperado, ótimo queijo

R. Benjamin Constant, 331. Instagram: @pontevecchiocwb

***

7. Quitutto

Porção enorme de filé mignon, bem vermelho no centro (foto 7)

Av. dos Estados, 481, Água Verde. Instagram: @quitutto

***

8. Bastards Brewery

Ótima apresentação, molho com ótima acidez.

Rua Comendador Lustoza de Andrade, 69 – Bom Retiro. Instagram: @bastardsbrewery

***

9. Pantucci Trattoria

Ótimo conjunto da obra.

R. Barão de Guaraúna, 553, Juvevê – (41) 3205-3883. Instagram: @pantuccitrattoria

***

10. Manekos

Bife batido, bem crocante, delicioso molho caseiro pedaçudo.

Alameda Cabral, 19, Centro – (41) 99945-2709. Instagram: @manekosbar

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

17 comentários sobre “Cozinheira prova 55 parmegianas e elege os 10 melhores de Curitiba

  1. Caroline, o melhor parmegiana que já comi foi na Cantina Aguzzo em São Paulo. No site do Istvan Wessel ele traz a receita, prova lá, você vai adorar!!

  2. Caroline, o dia em que vc experimentar o Parmegiana do Bar do Alemão em “ITU SP” ., conhecerá o verdadeiro Parmegiana…sem desmerecer nenhum indicado!

  3. Qto ao Restaurante São Francisco, fui a convite de amigos experimentar a parmegiana, isso antes da Pandemia. Fui servido com uma carne q não era filé mignon. ( não sei como está hoje) Foi me servido uma proteína com gordura e nervos. Tempero muito bom e o serviço de atendimento ótimo. Agora comparar esse prato, com a parmegiana do Bar do Maneco ( que não era filé mignon), é desproporcional. Acredito q hoje esteja melhor. Por essa experiência nunca mais retornei. Comparar as parmegianas, do Spagueto, Baviera, Mangiare Felice e Lelis Tratoria dentre outras, Não contempladas pelo belo trabalho da blogueira? É forçar a barra. Mas espero voltar, é ver o q mudou. Abraços e meu comentário é construtivo , pela tradição do restaurante São Francisco.

  4. Bom dia.
    Estou em sp. Mas sou de natal trabalho com o parmegiana, o Dom Alfredo, carbonara.
    Todos com a massa fettutine.
    Sentime peixe fora d’água pois a cultura aqui é parmegiana com arroz.achei esquisito pelo acompanhamento do prato ser arroz. Tenho meu próprio molho pedasudo do 🍅 e fiquei feliz por ver que não e cultura nordestina

  5. Na realidade faltou onde e a fonte da gastronomia Paranaense,. Restaurante Escola do SENAC. Os melhores pratos estão no cardápio do SENAC. Supervisionados pelos melhores professores dos Chefes de Cozinha.

  6. Boa tarde, tudo bem? Estou indo em alguns dos restaurantes indicados, mas gostaria de saber se foi experimentado o Pizzicato, que fica na Av. Silva Jardim. Na minha opinião, um dos melhores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias