3 maio 2022 - 9h00

Quanto tempo você aguenta ficar dentro de um avião?

Companhia aérea australiana Qantas vai operar voos com mais de 20 horas de duração

Há quem não ligue em ficar umas 10 horas dentro de um avião em um voo entre o Brasil e a Europa. Claro, muito melhor se estiver na classe executiva ou primeira classe. Mas será que essa mesma pessoa aguentaria um voo de 20 horas?

Sim, um voo direto, sem escala ou conexão. Sim, 20 horas voando, sem parar.

Pois é isso que vai ocorrer em 2025, quando a companhia australiana Qantas iniciar os voos diretos entre Sydney e Londres e Sydney e Nova York, um plano que começou em 2017 e foi confirmado no início deste mês.

Um voo dessa magnitude envolve muito mais do que um avião ser capaz de voar ininterruptamente por 20 horas. Essa parte já havia sido vencida, o que demonstra um avanço absurdo da tecnologia e da confiabilidade das aeronaves de nova geração. Nesse caso, a Qantas definiu o Airbus A350-1000 como o avião ideal para operar essas novas rotas.

Há outras questões importantes que precisam ser levadas em conta, especialmente as que envolvem o passageiro, afinal é ele quem vai ficar esse tempo todo dentro de um avião, sem a mínima possibilidade de sair um pouco para tomar um ar. É confinamento total durante 20 horas, sem ter para onde ir.

Esse tal Project Sunrise, como foi batizado pela Qantas, nasceu exatamente para isso, para saber se seria possível, do ponto de vista de saúde, um voo tão longo. Em 2019, a empresa realizou três voos de teste, com menos passageiros e muito monitoramento, para coletar dados de saúde das pessoas e analisar o que acontece no corpo de cada um ao longo do trajeto.

Aparentemente o resultado foi positivo.

E de lá para cá, a Qantas trabalhou na configuração de um avião que cumprisse tecnicamente o voo e garantisse o mínimo de conforto para os passageiros. Por isso, os novos aviões A350-1000 que sairão da fábrica da Airbus em Toulouse, na França, serão diferentes dos demais.

A capacidade de passageiros será menor: 238 passageiros em um avião que pode transportar mais de 400 pessoas. Para chegar a isso, a companhia aérea decidiu que 40% dos assentos serão premium, incluindo primeira classe, classe executiva e econômica premium. E até mesmo a classe econômica contará com mais espaço entre as poltronas.

Isso sem contar outros detalhes importantes, como os momentos e os tipos de refeições oferecidas aos passageiros ou as opções de entretenimento a bordo. Também haverá um espaço de bem-estar para esticar a perna e descansar do tédio.

Apesar de todas as restrições de um voo desses, é incrível admirar a evolução da aviação. Sim, 20 horas dentro de um avião parece uma eternidade. Mas se pensarmos que voar entre Sydney e Londres nos anos 1940 durava 4 dias, até que não é de todo mal. Ah, e eram necessárias nove paradas para reabastecimento. Então, o que são 20 horas, afinal?

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias