9 maio 2022 - 10h06

Comprei meu concorrente!

Não pense você que ao comprar uma nova empresa para incorporá-la a sua o processo é simplesmente unir os contratos sociais ou aumentar o capital

Vamos falar de fusão e aquisição?

Primeiro vamos entender as diferenças entre essas operações que são tão comuns no mundo empresarial e que muitas vezes ganham grande repercussão no mercado.

Fusão é quando duas empresas se unem para formar uma nova empresa, um bom exemplo ocorreu entre a Sadia e a Perdigão, onde nasceu BRF.

Já uma aquisição é uma operação em que uma empresa compra grande parte da outra ou a sua totalidade, assumindo assim o controle. Nesse caso quem compra não muda seu nome ou sua estrutura legal.

Eu já tive o grande prazer de viver duas grandes aquisições.

Foram dias e dias cheios de muito trabalho, mas que me renderam muito aprendizado.

Em ambos os casos o grande desafio era o de tornar-se uma única empresa.

Não pense você que ao comprar uma nova empresa para incorporá-la a sua o processo é simplesmente unir os contratos sociais ou aumentar o capital… Ao unir duas empresas você está unindo duas vidas PJ e milhares de vidas PF.

Vou explicar melhor.

Pense na situação, duas empresas, dois CNPJs, dois sistemas, duas culturas, dois processos, duas equipes, muitas pessoas e tudo isso independentemente do tamanho dos negócios.

Ah sim, posso ainda incluir duas localidades, sim, porque uma pode estar no PR e outra pode estar no RJ! Além da cultura organizacional teremos aí também a cultura local.

Você consegue perceber quantos serão os desafios?

Independente do tamanho da sua empresa, a partir do momento que você resolve adquirir um novo negócio ou fundir sua empresa com outra, tenha sempre cuidados de manter as informações dos dois negócios.

O que são as informações dos dois negócios?

Todo histórico de vendas e de compras, pagamentos, cadastros de clientes e fornecedores, além dos documentos da empresa e RH… dentre outras informações pertinentes ao negócio.

Recentemente acompanhei uma história de uma academia que trocou de rede.

Tudo parece tão simples! Os equipamentos já estão lá, as aulas, os alunos, os professores… Parecia tão fácil que esqueceram de pensar nas consequências: falta de informação, falta de organização, funcionários inseguros, clientes perdidos e cobranças indevidas, insatisfação total dos clientes. Resultado: reclamações e cancelamentos.

Isso não deve em hipótese nenhuma acontecer!!!

Independentemente do tamanho do negócio, aquisições podem acontecer, por isso vou dar algumas dicas para uma boa integração após essa mudança:

Primeira dica: Entenda tudo que precisa ser feito, estude a estrutura, público, clientes, concorrentes. Saiba como essa junção irá impactar nas operações. Lembre-se que isso certamente poderá resultar em cortes, pense como isso será tratado;

Segunda dica: Analise com muito cuidado como funciona o sistema operacional das duas empresas. Opte pelo melhor sistema, não necessariamente o mais barato é o melhor.

Terceira dica: Cuidado com a migração da base de dados da empresa. A base de clientes deve ser transferida com muita atenção para não perder histórico cadastral e de vendas;

Quarta dica: Entenda seus números, títulos pagos, recebidos e em aberto, esse histórico vai manter seu negócio funcionando independente do que está acontecendo com as duas empresas, o cliente não tem nada a ver com isso e precisa ser mantido os processos administrativos;

Quinta dica: avalie como é feita a gestão das duas empresas e incorpore as melhores práticas, isso inclui processos, planejamento, pessoas;

Sexta dica: tenha o cuidado de deixar as pessoas informadas sobre a fusão/incorporação, cuidado para não gerar um clima de medo e insegurança. Seja transparente, evite o famoso “rádio peão”;

Sétima dica: Tenha um plano de ação para gerir conflitos, quando duas culturas se encontram e se misturam podem criar um choque e afetar diretamente a produtividade da empresa. Por exemplo, entenda como a equipe comercial deverá ser integrada, não queremos perder vendas.

Todo cuidado é pouco quando se trata de uma compra, venda ou incorporação de empresa, independentemente do tamanho.

Trabalhar com transparência, afinar a comunicação e ter um bom plano de ação deverão te ajudar.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

É falso vídeo que tenta ligar filho de Lula a Petrobras e a aumento de combustíveis

Diferentemente do afirmado em vídeo, o preço do barril de petróleo não é manipulado por uma empresa internacional que investe na Petrobras. O preço varia, na verdade, com a oferta e demanda do produto no mundo. Além disso, nenhum filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é sócio de empresa investidora da companhia e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os acionistas da petroleira. O conteúdo é falso

Projeto Comprova