16 maio 2022 - 10h43

Em junho, Curitiba é a capital do direito eleitoral

Cidade vai receber ministros do STF, TSE, juristas, advogados e estudantes de direito

Conforme o ano de 2022 corre, os debates institucionais e eleitorais se aquecem, indicando que o segundo semestre deve ser de disputas acirradas no âmbito eleitoral e tensões no institucional. Não bastasse a pandemia da covid-19, desde as últimas eleições nacionais, o Brasil tem sido palco de enfrentamentos entre as instituições, questionamentos aos processos democráticos e uma verdadeira guerra de informação.

A divergência é parte da democracia e até mesmo salutar. Propor mudanças e inovações faz parte da evolução do processo civilizatório. Ao mesmo tempo, há valores do Estado democrático de direito que são inegociáveis e precisam ser defendidos.

Quais os limites entre o debate saudável ao processo democrático e o mero ataque às instituições? Talvez, desde a redemocratização, os juristas e especialistas em política nunca tenham estado tão atentos aos acontecimentos e ao alcance de suas consequências. Esse clima dará o tom do VIII Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral (CBDE), que será realizado em Curitiba de 1º a 3 de junho.

Reconhecida como a capital do direito eleitoral, a cidade vai receber ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), juristas renomados, advogados eleitorialistas e estudantes de direito. O CBDE aponta as principais tendências e teses da disputa nas urnas e vai mais uma vez se consolidar como um ambiente para a defesa da democracia e o fortalecimento das instituições.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

É falso vídeo que tenta ligar filho de Lula a Petrobras e a aumento de combustíveis

Diferentemente do afirmado em vídeo, o preço do barril de petróleo não é manipulado por uma empresa internacional que investe na Petrobras. O preço varia, na verdade, com a oferta e demanda do produto no mundo. Além disso, nenhum filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é sócio de empresa investidora da companhia e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os acionistas da petroleira. O conteúdo é falso

Projeto Comprova