Sabino Picolo escolhe brigas: vai construir nova Câmara, mas foge do Escola sem partido | Jornal Plural
15 fev 2019 - 0h00

Sabino Picolo escolhe brigas: vai construir nova Câmara, mas foge do Escola sem partido

Novo presidente, vereador decide fazer sede ao lado do Palácio Rio Branco. Veja entrevista em vídeo

Eleito presidente da Câmara de Curitiba para os próximos dois anos, o vereador Sabino Picolo (DEM) decidiu que é hora de construir uma nova sede para o Legislativo municipal. A história vem de longe: há muito os vereadores reclamam das gambiarras, do pouco espaço e do estado do prédio.

Com a queda de João Claudio Derosso, em 2012, acusado de malversação do dinheiro público, os vereadores acharam que era hora de tirar o pé do acelerador e segurar gastos. Na crise, passaram para a prefeitura R$ 53 milhões que vinham juntando para a nova sede. Agora, a ideia de Sabino é achar uma “engenharia” que permita uma sede nova sem tirar dinheiro do contribuinte.

O novo presidente não esconde sua dívida de gratidão com Derosso, que lhe permitiu escalar postos na Câmara antes de cair em desgraça, nem renega seu voto contra a cassação do antecessor. Mas diz que os tempos são outros.

Na entrevista que concedeu ao Plural, Sabino promete votar o Zoneamento Urbano o quanto antes e a Escola sem Partido só depois de o assunto ter sido debatido no Congresso Nacional. Assista à conversa na íntegra.

Últimas Notícias