Ônibus de Curitiba pode ter R$ 40 milhões do governo. Greca também dará subsídio | Jornal Plural
Clube Kotter
18 fev 2019 - 0h00

Ônibus de Curitiba pode ter R$ 40 milhões do governo. Greca também dará subsídio

O passageiro curitibano possivelmente terá de pagar uma tarifa de ônibus maior ainda em fevereiro. A prefeitura de Curitiba espera apenas o fim da negociação…

O passageiro curitibano possivelmente terá de pagar uma tarifa de ônibus maior ainda em fevereiro. A prefeitura de Curitiba espera apenas o fim da negociação com o governo do estado, para saber se poderá ou não contar com subsídio, para definir o valor da passagem.

Hoje, o prefeito Rafael Greca (PMN) pede ao governador Ratinho Jr. (PSD) um apoio de R$ 40 milhões durante um ano. Para completar o valor necessário para que a tarifa não suba demais, a própria prefeitura usaria mais R$ 40 milhões próprios para subsidiar o sistema de transporte.

A tarifa de R$ 4,25 para o passageiro hoje é irreal, se for considerado o preço que a prefeitura calculou para a tarifa técnica: aquela que deve ser paga aos donos do transporte coletivo. Na semana passada, o valor foi reajustado para R$ 4,79, o que cria um passivo de R$ 0,54 a cada passageiro.

Segundo fontes da prefeitura, a tarifa deve subir de qualquer maneira. A intenção é evitar um salto muito grande, que leve o passageiro a desembolsar perto de R$ 5,00. Para isso, seriam necessários no mínimo R$ 70 milhões.

A engenharia que Urbs e Comec estão negociando é usar os R$ 40 milhões que Ratinho repassaria exclusivamente para obras ligadas ao ônibus. O que subsidiaria diretamente a passagem seria o dinheiro do município. A decisão deve ser tomada ainda nesta semana.

Fontes do governo confirmam. “Estão criando condições financeiras para bancar”, diz um deputado próximo a Ratinho Jr.

Últimas Notícias