Deputados mudam forma como receberão seu ressarcimento de R$ 31 mil | Jornal Plural
12 nov 2019 - 23h22

Deputados mudam forma como receberão seu ressarcimento de R$ 31 mil

Ao invés de serem ressarcidos por notas, deputados receberão diárias

Os deputados estaduais do Paraná aprovaram nesta terça-feira um projeto de resolução que modifica o modo como suas próprias despesas são ressarcidas. O projeto cria uma diária a ser paga quando o deputado está fora de Curitiba a trabalho, e pode ser feito até 12 vezes a cada mês, caso haja justificativa.

O valor total de ressarcimentos não muda: continua valendo o teto de R$ 31.470 por deputado por mês. A diferença é que, ao ir para o interior, ao invés de receber por nota (uma de hotel, outra de gasolina, outra de alimentação, por exemplo), o gasto fica todo coberto por um valor único.

Um dos autores da proposta, o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), primeiro-secretário da Assembleia, diz que isso dá mais segurança jurídica e mais transparência. Segundo ele, a ideia não é esconder nada, uma vez que tudo estará no Portal da Transparência. “Isso foi tudo construído em parceria com o Ministério Público“, afirma.

No entanto, o novo modelo poderá dificultar para saber exatamente o que os deputados estão fazendo com o dinheiro. O caso do deputado Felipe Francischini (PSL), por exemplo, que o Plural mostrou ter sido ressarcido por uma nota na boate Gato Preto, poderia ser mais difícil de descobrir – uma vez que o valor não seria especificado, e simplesmente seria registrado o pagamento de uma diária.

Últimas Notícias