Colégio Opet é vendido e vira Colégio Católica de Curitiba - Jornal Plural
23 set 2021 - 19h05

Colégio Opet é vendido e vira Colégio Católica de Curitiba

O Grupo Educacional Opet foi fundado em 25 de janeiro de 1973, e a sede do colégio fica no bairro Bom Retiro

Nesta quarta-feira (22), foi anunciada a venda do Colégio Opet para a União Brasileira de Educação Católica (Grupo UBEC). O colégio, um dos mais tradicionais de Curitiba, passará a se chamar Colégio Católica de Curitiba e adotará o método de ensino confessional. A decisão foi tomada após o grupo Opet decidir mudar o foco de seus investimentos. 

Agora, o grupo pretende aumentar a oferta de cursos do Centro Universitário, que tem sede na capital paranaense, especialmente na área de ciências biomédicas. Além disso, pretende investir na plataforma Inspira, da Editora Opet, para fortalecer o segmento de sistemas de ensino e o desenvolvimento de materiais didáticos e ferramentas educacionais digitais para o ensino fundamental.

Segundo a administração do colégio, a transformação acontecerá de forma gradual. Alguns projetos permanecerão acontecendo normalmente, como é o caso do “Cidade Mirim”, que está em vigor desde os anos 70, em que as crianças são estimuladas a ver como funciona a administração de uma cidade dentro da escola. Além disso, os alunos poderão até o fim do ano utilizar os uniformes do antigo Colégio Opet.

A escola ressalta que o fato do grupo UBEC ser católico não afetará no tratamento que os alunos receberão. A instituição permanecerá de portas abertas para os alunos independentes de sua religião e lá não serão obrigados a passar por nenhum ritual da igreja, afirmando que a o método utilizado assegurá respeito e inclusão a todos: 

“O colégio não faz proselitismo, ou seja, não tem como objetivo converter pessoas ao catolicismo. Sua missão fundamental é educar e colaborar com a construção do projeto de vida dos estudantes. A proposta pedagógica mantém e assegura a inclusão de todas as culturas, etnias e religiões – isto, aliás, é garantido constitucionalmente”, declaram.

Matéria produzida por Jully Ana Mendes sob a orientação de João Frey

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias