Vereadores querem reabertura de casas de festas infantis em Curitiba | Jornal Plural
Clube Kotter
25 ago 2020 - 21h17

Vereadores querem reabertura de casas de festas infantis em Curitiba

Locais teriam protocolo de segurança; música ao vivo em bares também foi recomendada ao Executivo

Os vereadores da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovaram, na sessão plenária desta terça-feira (25), um requerimento de sugestão à Prefeitura de Curitiba para que sejam reabertas as casas de festas e buffets infantis na Capital. A proposição foi do vereador Mauro Ignácio (DEM).

De acordo com o parlamentar, a medida deveria levar em conta o “momento de estabilidade” vivido pelo Executivo no combate da Covid-19 em Curitiba. Para Ignácio, buffets e casas de festas devem ser reabertos com protocolos específicos. Segundo o vereador, empresários e demais profissionais que atuam no ramo de festas e eventos estão sendo penalizados com as medidas restritivas e de distanciamento social.

Dados atualizados desta terça-feira (25) mostram que Curitiba tem 30.537 casos confirmados e 932 mortes pela doença. No dia 17 de agosto, o prefeito Rafael Greca (DEM) anunciou que houve diminuição na ocupação de leitos de UTI e na taxa de contágio do coronavírus na Capital.

“Os buffets infantis, em sua grande maioria, têm capacidade de oferecer estruturas seguras à realização de comemorações festivas, a exemplo dos restaurantes, bares e lanchonetes, os quais já contam com protocolos de segurança ativos e estão permitidos ao trabalho”, argumenta.

A sugestão de Ignácio ganhou apoio das vereadoras Julieta Reis (DEM) e Maria Manfron (PP). Para Julieta, não faz sentido manter as casas de festas fechadas já que bares e restaurantes estão funcionando. A parlamentar sugere limitar a 30 o número de pessoas autorizadas a permanecer no recinto em que a comemoração for realizada. Manfron sustenta que cuidados com a higienização podem garantir a segurança para a reabertura dos estabelecimentos.

Música ao vivo

A Câmara também sugeriu à Prefeitura que libere a música ao vivo em bares que estejam autorizados a funcionar. O objetivo é fazer que os músicos possam entrar nesses espaços. O requerimento de sugestão do vereador Herivelto Oliveira (Cidadania) foi aprovado em plenário na segunda-feira (24).

A ideia é que a liberação se limite a até cinco músicos, desde que respeitados os protocolos de saúde estabelecidos pelo Município, como o uso de máscaras e o distanciamento social, evitando o contágio da Covid-19. No documento, Herivelto afirma que a reabertura dos bares poderia trazer consigo a possibilidade de trabalho aos músicos que estão impedidos de sua atividade desde o início da pandemia. “Os músicos têm pedido ajuda porque é a sua única fonte de renda. (…) A ajuda do governo federal, para quem tiver direito, poderá não ser suficiente.”

A medida recebeu apoio do vereador Colpani (PSB). “Tenho recebido muitos apelos de músicos que estão desde março sem trabalho e sem recurso material para sustentar a família.”

Para Julieta Reis (DEM), é preciso fazer respeitar principalmente o limite de frequentadores nos estabelecimentos. Outros vereadores que votaram de maneira favorável à proposta são: Bruno Pessuti (Pode), Ezequias Barros (PMB), Jairo Marcelino (PSD), Katia Dittrich (Solidariedade), Marcos Vieira (PDT), Maria Manfron (PP) e Tico Kuzma (Pros).

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Um comentário sobre “Vereadores querem reabertura de casas de festas infantis em Curitiba

  1. Na verdade, principalmente em época de campanha, nenhuma restrição “faz sentido”! Está parecendo que estamos livres do famigerado coronavírus! Quanta desfaçatez !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias