Matsuda permanece em silêncio sobre desfiliação ao PDT | Jornal Plural
Clube Kotter
6 abr 2019 - 9h38

Matsuda permanece em silêncio sobre desfiliação ao PDT

Vereador ainda não se pronunciou sobre sua refiliação ser negada pelo PDT. Matsuda fará live no Facebook na semana que vem, mas não deve falar sobre a confusão envolvendo a sua vaga.

Apesar de toda a polêmica por trás da posse de Professor Matsuda (PDT) na Câmara de Curitiba, o vereador continua em silêncio. Parte do PDT acredita que a vaga não cabe ao novo parlamentar e deve ser repassada ao terceiro suplente, o advogado Dalton Borba. Porém, o partido ainda não se manifestou oficialmente sobre o caso, que deve acabar na Justiça.

Borba já anunciou que, assim que o PDT se manifestar, pretende levar a discussão para a Justiça Eleitoral. Essa desordem partidária gira em torno da desfiliação de Matsuda em 2016. O vereador se filiou ao PPL para concorrer a deputado estadual nas eleições do ano passado. Contudo, não saiu vitorioso e assim que soube da saída de Jonny Stica para a Agência de Fomento do governo Ratinho Júnior (PSD), correu para tentar retomar o seu vínculo com o antigo partido.

Matsuda fez vários pedidos de refiliação para o PDT e todos foram negados. O último deles aconteceu na quinta-feira (28). A competência para decidir sobre novos filiados é do partido e, de acordo com o TSE, o registro do novo vereador está cancelado desde abril de 2018. A Câmara convocou o parlamentar para tomar posse em razão de sua diplomação como segundo suplente nas eleições de 2016.

Na próxima quinta-feira (11), Matsuda fará uma live em seu Facebook e deve ter o seu primeiro contato com o eleitor nas redes sociais. A transmissão deve acontecer no período da tarde, porém ainda não se sabe se o vereador vai responder perguntas dos internautas ou se vai falar sobre a confusão envolvendo a sua posse.

 

Últimas Notícias