Crônicas do Plural - Jornal Plural

tá passada?

fico pensando no salário que aquelas pessoas recebem, em como uma tela de acrílico e um borrifador de álcool gel conseguem combater um vírus

Richard Roch

Segue o fio

Os fios podem te perseguir, como se fossem operados remotamente, ansiosos por compartilhar com você seu conhecimento consolidado, inalterável, sólido como a visão de um cavalo usando antolhos

Sandoval Matheus

funkeiros cults

não sei quantas pessoas moram ali, nem de onde vieram. sei que faz sentido ficar na encolha porque em bairro burguês a propriedade é sagrada

Richard Roch

A crônica não mata – Parte 9

Volto para a cama, o remédio logo fará efeito. Quatro e meia, um grau negativo, sensação de menos dois. Debaixo de minhas três cobertas me desvio do sono ao lembrar que não foi aquela a primeira vez que ouvi alguém gritar benzetacil na rua, à noite

Luís Henrique Pellanda