Camila Fabro - Jornal Plural

110 volts

Um cérebro sem lesão é como uma máquina de 220 volts ligada nesta mesma voltagem, em que os neurônios computam milhares de informações o tempo todo

Camila Fabro

Estigma

Talvez muitos sobreviventes de um AVE não saibam definir o significado da palavra “estigma”, mas todos eles temem ser estigmatizados

Camila Fabro

A grande guerra

Às vezes as coisas parecem estar tão complicadas no nosso dia a dia, que nós não sentimos que estamos vencendo as nossas barreiras (físicas ou imaginárias), mas estamos

Camila Fabro

O segundo corpo

Meu processo de aceitação começou nos grupos de apoio de AVC. Conversar com pessoas que estavam passando pelo mesmo que eu, me tirou aquela percepção de que havia alguma coisa errada comigo

Camila Fabro

Água e sal

Conviver com um sobrevivente de AVC não é fácil, mas não precisa ser penoso. Aliás, se estiver sendo desagradável, é péssimo para os dois: paciente e cuidador

Camila Fabro

Ainda é cedo

Quando abri os olhos na UTI e me disseram que eu tive um AVC, jurei que fosse mentira. Na minha cabeça, até então, só pessoas idosas tinham derrames cerebrais

Camila Fabro

Inacreditável

O café que frequento é o paraíso para pessoas com deficiência não aparente, porque como eles já me conhecem, não são mais ignorantes diante de PCDs com algumas peculiaridades

Camila Fabro