Sistema de Saúde de Curitiba pode chegar ao limite em 7 de março | Jornal Plural
1 mar 2021 - 22h58

Sistema de Saúde de Curitiba pode chegar ao limite em 7 de março

Previsão calcula número de internações e total de leitos Covid, que não têm mais para onde expandir

A Capital do Paraná chegou ao seu limite de expansão de leitos de UTI Covid-19 neste sábado, 27 de fevereiro. E poderá chegar ao esgotamento total das vagas de atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para a doença no próximo dia 7, com mais pacientes internados do que leitos exclusivos disponíveis, tanto em UTIs quanto em Enfermarias.

O Plural chegou a essa previsão calculando quando o número de internações irá superar o total de vagas existentes. A projeção aponta que o número de internações em UTIs, por exemplo, atinge o limite de 378 no dia 4 de março. Já o total de internações em Enfermarias ultrapassa o limite de 489 leitos em 7 de março.

Como é uma previsão, é possível que ela não se confirme. Mas os números desta semana ainda não devem sofrer o impacto da redução de circulação de pessoas causada pelas novas restrições anunciadas pela Prefeitura de Curitiba na última sexta-feira (26).

Atualmente, Curitiba registra ocupação de 96,7% nas UTIs (apenas 12 leitos livres) e 83,8% nas Enfermarias exclusivas para Covid, num total de 766 pessoas internadas. Outros 10 pacientes Covid estão em leitos comuns.

No restante do Paraná, a situação é ainda mais grave, com 100% dos leitos ocupados.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

4 comentários sobre “Sistema de Saúde de Curitiba pode chegar ao limite em 7 de março

  1. Bom dia.
    Ótima matéria.
    Seria interessante compartilhar essas informações com jornalistas independentes de outros estados.
    Porque a mídia local evita muito este assunto e enquanto não ganharmos notoriedade nacional o governo não se sentirá impelido a fazer algo mais incisivo a respeito, como manter as escolas fechadas, por exemplo.

  2. Parabéns pela cobertura com informações bem apuradas e úteis sobre o avanço da Covid 19. Se todos os veículos agissem com responsabilidade, talvez tivéssemos um cenário menos desalentador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias