Saiba mais sobre o que foi o Holocausto | Jornal Plural
10 jun 2020 - 21h09

Saiba mais sobre o que foi o Holocausto

Curitiba se une a oito países para lembrar e educar sobre um dos períodos mais sombrios da humanidade

Trabalhar a memória, a educação e a aprendizagem do Holocausto é o que busca a nova Rede Latinoamericana para o Ensino da Shoá/Holocausto (Rede LAES). Ela nasceu para estimular os espaços educativos e as ações sobre o período, com foco na América Latina. Nove nações, entre elas o Brasil/Curitiba se uniram para um ciclo de aulas on-line. Os encontros são gratuitos, todas as quintas-feiras, com início dia 11 de junho.

Intitulada ‘América Latina fala do Holocausto’, a programação começa com a história vivida pela Costa Rica. “A Rede é mais do que uma parceria entre instituições. É o início da realização de um sonho para aqueles que lidam com Educação sobre o Holocausto na América Latina. É um marco histórico”, afirma Carlos Reiss, coordenador-geral do Museu do Holocausto de Curitiba.

Ele lembra que todas as organizações compartilham a missão de contribuir para que suas sociedades sejam mais respeitosas, a partir das lições deixadas pelo Holocausto. “Unir esforços é fundamental para a região, onde continuam a ocorrer atos discriminatórios e violência contra diversos grupos minoritários.”

As entidades que formam a LAES são: Museu do Holocausto de Curitiba, Museo del Holocausto de Buenos Aires, Museo Interactivo Judío de Chile, Museo de la Comunidad Judía de Costa Rica, Centro de Ana Frank y Centro de Estudios del Holocausto de Guatemala, Museo Memoria y Tolerancia de México, Fundación Emet de Panamá, Centro Educacional Holocausto y Humanidades, que faz parte do Museo Judío del Perú, e Museo de la Shoá de Uruguay.

Programação: 

·        11 de junho – Costa Rica

·        18 de junho – Chile

·        25 de junho – Argentina

·        2 de julho – Aula em conjunto (Peru, Guatemala, México)

·        9 de julho – Brasil

·        16 de julho – Panamá

·        23 de julho – Uruguai

·        30 de julho – Aula em conjunto (Costa Rica, Chile, Argentina)

·        6 de agosto – México

·        13 de agosto – Peru

·        20 de agosto – Guatemala

·        27 de agosto – Aula em conjunto (Brasil, Panamá e Uruguai)

Não há necessidade de inscrição prévia. Os horários dos encontros serão anunciados pelas redes sociais das instituições envolvidas, e por aqui.

O Museu do Holocausto de Curitiba

Com uma vocação educativa e linha pedagógica bem definida, o Museu narra os acontecimentos deste genocídio por meio de histórias de vítimas que têm ligação com o Brasil.  Trata-se de um instrumento contra a desumanização nazista. O espaço também destaca a luta contra a intolerância, o ódio, a discriminação, o racismo e o bullying, tão relevantes nos dias de hoje.

Atualmente, é o único espaço do país que conseguiu unir os eixos de educação, memória e pesquisa com uma proposta museológica permanente para o trabalho sobre a Shoá. Regularmente, promove seminários e debates, assim como desenvolve materiais pedagógicos que buscam promover uma discussão abrangente sobre o preconceito e a violência ao longo dos séculos XX e XXI.   

Museu do Holocausto de Curitiba. Foto: Maringas Maciel
Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias