Plural estreia editoria sobre temas de Direito

Caderno e podcast vão abordar temas do Direito do ponto de vista da cidade e dos cidadãos

O Plural inaugura nesta semana uma nova editoria, dedicada inteiramente aos assuntos jurídicos. A seção Direitos no Plural começa com uma cobertura sobre um dos temas mais importantes no mundo atual do Direito: como lidar com a questão da cannabis, uma planta até recentemente vista com maus olhos e que hoje se transformou no centro de uma revolução na Medicina. O debate sobre a descriminalização chegou ao Supremo não só pelos efeitos curativos da planta, mas também como possível remédio contra o encarceramento em massa da população mais pobre.

A primeira reportagem, publicada nesta segunda (6), trata do aspecto medicinal. “A matéria é uma amostra do que nós pretendemos fazer aqui no Plural com os temas do Direito”, diz o jornalista Rogerio Galindo, um dos fundadores do Plural. “A ideia não é falar tanto de abstrações, mas sim das pautas que dizem diretamente respeito aos direitos dos cidadãos. E esse é um caso emblemático, todo mundo sabe de histórias de crianças que tiveram a vida salva pelo canabidiol.”

Além de reportagens, o caderno contará com artigos de advogados e pessoas do meio jurídico paranaense. Desde o começo, haverá duas colunistas publicando regularmente. Cláudia Silvano falará em seus vídeos sobre Direito do Consumidor, e a advogada Luciana Ricci Salomoni escreverá sobre questões ambientais.

Ainda em novembro estreia também o podcast Direitos no Plural. Produzido pelas jornalistas Katna Baran e Kelli Kadanus, o programa semanal vai abordar em episódios de uma hora temas relevantes do Direito do ponto de vista da comunidade, sempre com convidados que tragam luzes para o ouvinte dos mais diversos pontos de vista.

O podcast e a editoria começam o trabalho já com importantes apoios na comunidade jurídica da cidade. A lista de patrocinadores do Direitos no Plural começa com o Instituto Edésio Passos e seis dos escritórios de advocacia mais relevantes do Paraná. Apoiam o projeto França e Rocha Advogados, GSG Advocacia, Manoel Caetano Advocacia, Pessuti Advogados e Vernalha Pereira Advogados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Plural se reserva o direito de não publicar comentários de baixo calão, que agridam a honra das pessoas ou que não respeitem níveis mínimos de civilidade. Os comentários são moderados por pessoas e não são publicados imediatamente.

Rolar para cima