Ilha do Mel reabre com primeiros casos de Covid-19 | Jornal Plural
Clube Kotter
18 set 2020 - 20h40

Ilha do Mel reabre com primeiros casos de Covid-19

Em duas semanas, foram nove casos; Turismo será retomado no domingo (20)

A Prefeitura de Paranaguá e o Instituto Água e Terra (IAT), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, mantiveram para este domingo (20) a reabertura de visitantes à Ilha do Mel, uma das principais Unidades de Conservação do Paraná. A retomada do Turismo, suspenso desde março por causa da pandemia, ocorre em meio aos primeiros registros de casos de Covid-19 e deixa a comunidade preocupada.

A volta dos visitantes foi comunicada no dia 27 de agosto pela administração de Paranaguá, município ao qual pertence a Ilha do Mel. Uma semana após o anúncio, a ilha teve a primeira contaminação por coronavírus confirmada. Nesta sexta-feira (18), 15 dias depois, já chegam a nove os casos da doença, conforme mostra boletim da Secretaria Municipal de Saúde.

Mesmo com o novo cenário, o IAT, responsável pelas Unidades de Conservação do Estado, disse entender que os riscos são mínimos. Por isso, optou por manter, junto com a administração municipal, a liberação do acesso.

“São mais de cinco meses de empresas fechadas em uma ilha que vive 100% do turismo. Avaliando todos os riscos existentes, a questão da segurança proporcionada com essas barreiras, a gente entende que é possível, sim, reabrir com segurança e respeito. E esperamos que as pessoas respeitem. Caso contrário, a gente volta a ter que tomar as medidas que tomamos com as montanhas”, justificou o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto.

Nesta quinta-feira (17), o IAT baixou Portaria que suspende o funcionamento dos picos Marumbi e Paraná e da Serra da Baitaca, por causa do risco de incêndio elevado com o desrespeito dos visitantes. As unidades ficam entre Curitiba e o Litoral.

À reportagem do Plural, o diretor do IAT diz que os casos de coronavírus na Ilha do Mel não são consequência de transmissão local, mas de moradores que saíram e voltaram com o vírus.

“Na verdade, a Ilha do Mel foi o único local que cumpriu com os regramentos do isolamento. Não 100% porque algumas pessoas acabaram se deslocando, indo para o continente e voltando. Tanto que os casos de Covid-19 que apareceram na Ilha do Mel foram de moradores que saíram, correram o risco e trouxeram a pandemia para dentro”, destaca Andreguetto.

Preocupação

Moradores que queriam barrar a volta de turistas à Ilha do Mel não pretendem mais se mobilizar contra a reabertura, mas disseram ver com preocupação a volta das atividades locais justamente no momento em que a comunidade confirma seus primeiros casos de Covid-19.

“A comunidade está preocupada, mas o Município garantiu que vai tomar todos os cuidados”, aponta Michele Gonçalves, presidente da Associação dos Nativos da Ilha do Mel (Animpo). “Eles garantiram que vão fazer as barreiras e dar todo o suporte, se tiver demanda. Estamos dando um voto de confiança”, ressalta.

A associação diz ter participado das reuniões que determinaram as normas de segurança para a retomada. De acordo com a Prefeitura de Paranaguá, os critérios estabelecidos foram debatidos ainda com representantes do Estado e órgãos de Saúde e Segurança. O protocolo foi apresentado e aprovado pelo Comitê Estadual de Situações em Emergência em Saúde Pública (COE).

Em nota, a Prefeitura sustenta que apenas a Ilha do Mel permanece fechada, enquanto as demais ilhas e parques ambientais brasileiros já estão abertos à visitação. Segundo o Executivo, do ponto de vista epidemiológico, a abertura “é relevante para verificar como a epidemia irá reagir”.

Sobre os nove casos de coronavírus reportados, a administração municipal informa que todos estão sendo monitorados, mas que “informações individuais e pontuais sobre pacientes não são repassadas por questão de ética profissional”. Assim, a reportagem não foi informada se há infectados mais graves.

Regras

A reabertura terá regras. O acesso à ilha será das 8h às 20h e só entrarão visitantes que tenham garantido reserva em algum estabelecimento 24 horas antes da chegada. O uso de máscaras será obrigatório e haverá barreiras sanitárias em Paranaguá e na Ilha do Mel.

Foi determinado ainda que três barcos do município atuarão, junto com a Polícia Ambiental e o Batalhão da Polícia Militar, na fiscalização por mar.

Quanto à estrutura de Saúde, a Prefeitura diz que a Ilha tem duas unidades de saúde e que, “se houver a necessidade de uma pessoa fazer exame de Covid-19, o teste poderá ser feito na própria Ilha”. Haverá ainda ambulância disponível no terminal de embarque no continente, de prontidão para atender casos urgentes.

Ainda segundo o Executivo, nesta semana, equipes de saúde orientaram moradores sobre cuidados e as regras gerais de prevenção à disseminação do vírus.  

No domingo (20), serão abertas ao Turismo as praias Encantadas, Fortaleza e Nova Brasília. A Ponta Oeste, que conta com uma comunidade nativa de pescadores, continuará fechada para visitação. No dia da reabertura da Ilha do Mel, haverá reforço na fiscalização, com cães do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e guardas municipais embarcados.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

2 comentários sobre “Ilha do Mel reabre com primeiros casos de Covid-19

  1. Um lugar maravilhoso, estive lá em março no início da pandemia que aliás
    Estragou minhas férias,tive que voltar
    Antes do previsto,um lugar que amo muito, se eu pudesse iria sempre, mais já
    Que vai reabrir, que tomem todas precauções possíveis para manter essa
    Doença longe, fiquei na pousada orquídeas, adorei tudo lá, saudades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias