Frentistas fazem protesto em Curitiba após colega ser alvo de ataques racistas

Ato ocorreu em frente ao prédio da Câmara Municipal na manhã desta segunda-feira

Nesta segunda-feira (16) membros do Sindicato dos Empregados em Postos De Serviços de Combustíveis (Sinpospetro) organizaram um protesto em frente ao prédio da Câmara Municipal de Curitiba para prestar apoio ao colega Juan Pablo de Castro, 18, que foi vítima de racismo no fim de semana.

De acordo com o sindicato a mobilização também serviu para pedir “efetivas de combate ao racismo e assédio nos postos de combustíveis em nossa cidade”.

Castro foi xingado de “macaco”, “neguinho” e outras ofensas, além de ter sido vítima de xenofobia por sua origem nordestina. O autor dos crimes foi identificado como Marcelo Francisco da Silva, um microempresário de Curitiba.

Os funcionários de um posto de combustíveis no Boqueirão pediram para que Silva pagasse os produtos que comprou antes de consumir. Isso é apontado como motivação para os ataques raciais.

O momento em que o ataque racial acontece foi filmado e repercutiu na internet e causou reações.

Parlamentares acompanharam o ato: Angelo Vanhoni, Professora Josete e Giorgia Prates, do PT, Dalton Borba (PDT) e Herivelto Oliveira (Cidadania).

Leia também: Família de jovem em situação de rua morto por espancamento quer condenação do autor

Prates classificou o ataque como crime. “Não podemos permitir que cidadãos da nossa cidade sofram esse crime”, disse.

O deputado estadual Requião Filho (PT) também fez uma fala durante a manifestação. “Estamos todos aqui para demonstrar nosso repúdio a qualquer ataque racista, xenófobo e preconceituoso. Inadmissível!”.

Do plenário da Câmara outros vereadores também repudiaram o ataque, entre eles Noemia Rocha (MDB) e Indiara Barbosa (NOVO).

Investigação

A Polícia Civil (PC) deve instaurar inquérito para apurar os pormenores do ataque. A expectativa é que o autor seja indiciado e responda pelo crime de racismo, sobretudo porque há imagens registrando as falas ofensivas.

Assista:

Sobre o/a autor/a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Plural se reserva o direito de não publicar comentários de baixo calão, que agridam a honra das pessoas ou que não respeitem níveis mínimos de civilidade. Os comentários são moderados por pessoas e não são publicados imediatamente.

Rolar para cima