Viagem desnecessária deixa Ratinho e comitiva com suspeita de Covid | Jornal Plural
26 abr 2020 - 21h07

Viagem desnecessária deixa Ratinho e comitiva com suspeita de Covid

Em viagem para anunciar leitos em Maringá, governador entrou em contato com deputado infectado

O governador Ratinho Jr. (PSD) está pela segunda vez com suspeita de coronavírus e isolado. Pela segunda vez, entrou em contato com pessoas contaminadas por ter feito viagens de necessidade duvidosa.

Na primeira vez, o governador foi aos Estados Unidos com Jair Bolsonaro, ministros e empresários. Mais de 20 pessoas voltaram com o vírus. Ratinho, segundo os exames, escapou.

Na semana passada, foi a Maringá para anunciar leitos no Hospital Universitário. Esteve em contato com o deputado federal Ricardo Barros (PP), que agora está com Covid, internado na Santa Casa de Maringá.

Além de Ratinho, toda a comitiva que foi com o governador para a viagem está em isolamento e fará exames para detectar a possibilidade do vírus. Isso inclui um secretário de estado e a equipe de jornalistas que acompanhou Ratinho.

A viagem era absolutamente desnecessária: num momento em que o próprio governo do estado, corretamente, desestimula aglomerações e eventos sociais, Ratinho, em nome da política e dos votos, segue fazendo agenda pública como se nada acontecesse.

Faz propaganda de leitos, leva seus jornalistas para fazerem foto do evento, e na volta descobre que pode ter ajudado a espalhar ainda mais o vírus que supostamente está combatendo.

Não faz sentido manter esse tipo de atividade. De que serve a presença de um político no anúncio de leitos em um hospital? Se é só para fazer a foto, parece que o custo está saindo alto demais.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias