Sem sedativos, PR suspende cirurgias eletivas por mais 30 dias | Jornal Plural
1 abr 2021 - 20h43

Sem sedativos, PR suspende cirurgias eletivas por mais 30 dias

Decisão não afeta procedimentos considerados de urgência ou emergência

Diante da escassez de medicamentos para intubação (sedativos e neurobloqueadores) e da alta taxa de ocupação de leitos nos hospitais, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) prorrogou por mais 30 dias a suspensão de cirurgias eletivas nas Redes Pública e Privada do Paraná. 

A resolução, publicada nesta quarta-feira (31), visa otimizar o uso de anestésicos e relaxantes musculares além de controlar a taxa de ocupação de leitos de UTI para atendimento exclusivo Covid-19, como uma forma de priorizar o atendimento dos casos suspeitos e confirmados do coronavírus. 

Os procedimentos de Cardiologia, Oncologia, Nefrologia e outros considerados de urgência continuarão ocorrendo.

Segundo o documento, a duração da suspensão depende da situação epidemiológica da doença no Paraná, podendo ser estendida ou reduzida de acordo com a disponibilidade de medicamentos e leitos no Estado.

O policial penal Ricardo de Carvalho Miranda espera pela cirurgia na coluna desde dezembro de 2020. Com problemas no disco L5, Ricardo vive hoje à base de remédios para controlar a dor. Ele explica que o disco comprime um nervo ligado às pernas e que, por conta disso, sente muita dor e dormência nos membros. “Os remédios para a dor não adiantam muito, teria que tirar o disco mesmo”, afirma.

Ricardo conta que, ainda no ano passado, fez todas as consultas e exames necessários para a realização da cirurgia mas, assim que pagou o instrumentador, o primeiro decreto foi anunciado, suspendendo os procedimentos cirúrgicos eletivos. Quando o decreto chegou ao fim, e as cirurgias começaram a ser reagendadas, outra decisão entrou em vigor e Ricardo teve que esperar novamente.

Apesar da dor, o policial acha mesmo melhor não fazer o procedimento neste momento. “Eu prefiro esperar porque às vezes pode correr o risco de eu precisar de um leito de UTI e não ter, ou não ter os remédios. Então, no momento é melhor aguardar.”

Números da Covid

De acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde divulgados nesta quinta-feira (01), 2.813 pacientes com Covid-19 estão internados no Estado. Destes, 2.202 estão em leitos SUS (943 em UTI e 1.259 na Enfermaria) e 611 em leitos da Rede Particular (319 em UTI e 292 na Enfermaria).

Outros 2.728 pacientes internados estão com suspeita do vírus. Desses, 1.776 estão em leitos UTI e 952 em Enfermaria, tanto da Rede Pública quanto da Particular.

Nesta quinta-feira (01), o Paraná registrou 5.234 casos confirmados e 224 óbitos. O Estado soma 16.824 mortes.

Em Curitiba, segundo boletim da Secretaria Municipal da Saúde, nesta quinta-feira (01) foram registrados 798 novos casos e 34 óbitos. A Capital soma 11.320 casos ativos e 3.900 mortes no total.

Colaborou: Maria Cecília Zarpelon

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias