Escolas Municipais de Curitiba têm listas de espera de até 50 alunos | Plural
25 fev 2020 - 20h32

Escolas Municipais de Curitiba têm listas de espera de até 50 alunos

Procura é grande para 1º e 3º anos. Pais aguardavam vagas desde o ano passado e só conseguiram uma semana após o início das aulas, em escolas longe de casa

Maria, 8 anos, começou as aulas uma semana depois dos colegas. O mesmo aconteceu com Alexandre, também do 3º ano do Ensino Fundamental. Os dois estão entre os alunos que não conseguiram vagas a tempo de frequentar a escola desde o primeiro dia letivo. Muitas escolas municipais de Curitiba têm lista de espera para essa idade, o que tem feito os pais conseguirem matriculas somente em colégios distantes de casa.

O Plural entrou em contato com cinco escolas municipais dos bairros Juvevê, Batel, Pilarzinho, Guaíra e Água Verde. Não havia vagas em nenhuma delas, nem para o 1º nem para o 3º anos, séries com maior demanda; as escolas informaram que têm filas de espera que variam de 20 a 50 alunos.

Algumas, com tanta procura, nem lista de espera mais têm. É o caso da Herley Mehl, no Pilarzinho – onde os alunos que entram em contato são encaminhados direto para o Núcleo de Educação – ou a São Luiz, no Água Verde – onde a procura para o primeiro ano chega 50 crianças.

Os nomes na fila devem ser atualizados, mas só em março, quando haverá nova reorganização e chamamento de alunos.

A Secretaria Municipal de Educação informou que atende toda a demanda de estudantes a partir dos 4 anos, sendo levados em consideração critérios de geolocalização. Caso a criança não consiga uma vaga na escola pretendida, conseguirá numa unidade próxima. Os pais podem, ainda, solicitar a transferência conforme surgem vagas na unidade escolhida.

Fila

Assim se formam as listas de espera, com as intenções de vaga, elaboradas ainda no ano anterior. “Cheguei do Ceará em dezembro, não conheço nada aqui, então busquei uma escola perto de onde estamos morando, no Pilarzinho”, conta a diarista Nilza Silva, mãe de Alexandre.

Ela lembra que da instituição mais próxima a mandaram para o Núcleo de Educação, de onde ela foi encaminhada para outra instituição. “Mas lá também não tinha vaga e me mandaram pra outra escola, onde também deixei o nome dele na lista de espera. Mas não chamaram. Fui lá de novo e mandaram no Núcleo mais uma vez. Só então conseguiram uma vaga pra ele, mas fica longe”, recorda a mãe de Alexandre

São, ao menos, 40 minutos de caminhada todos os dias. “Não é fácil. Na minha cidade nunca faltou vaga. Mas acho que o importante é ele estar na escola, mesmo tendo entrado atrasado”, avalia Nilza.

Salas lotadas

Da casa de Maria até a escola onde a chamaram também é longe, leva meia hora, de carro. “O nome dela estava na lista desde 5 dezembro, mas não tinha vaga em escola nenhuma próxima ao Centro, fui em cinco. Nenhuma delas me retornou, então tive que voltar a todas este ano”, revela a mãe da aluna, Luciane de Freitas.

“Fui várias vezes em cada uma delas e a resposta era sempre a mesma: lista de espera. Mas algumas tinham mais de 20 alunos no aguardo e salas já superlotadas. Não tinha como esperar. Fui no Ministério Público, mas também não me ajudaram muito. Só consegui levar ela pra escola dia 20 de fevereiro”, lamenta a mãe de Maria.

As aulas na Rede Municipal de Ensino começaram em 12 de fevereiro. “Ela estava angustiada pois queria voltar pra escola e não conseguia a vaga. Conversava, dizia que não era culpa nossa, mas ela queria voltar de qualquer jeito. Como não dava, ficava o dia todo na televisão pra eu poder trabalhar”, explica Luciane, que tem um comércio na própria casa.

“O que pode ocorrer é não haver vaga na escola que a mãe/pai prefere, mas a vaga há, sim, em unidade próxima. Esse tipo de situação pode ser resolvido diretamente nos Núcleos Regionais”, afirma a Secretaria Municipal de Educação, em nota.

São 182 escolas em Curitiba que atendem 90 mil alunos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano).

As escolas consultadas pelo Plural, onde foi informado não haver vagas, são:

Escola Municipal São Luiz, Água Verde

Escola Municipal do Batel – Batel

Escola Municipal Professor Brandão – Juvevê

Escola Municipal Professor Herley Mehl – Pilarzinho

Escola Municipal Itacelina Bittencourt – Guaíra

Últimas Notícias