Curitiba fura fila da vacina para beneficiar funcionários da Unimed - Jornal Plural
7 maio 2021 - 20h45

Curitiba fura fila da vacina para beneficiar funcionários da Unimed

Todos os colaboradores do grupo serão vacinados neste sábado, independente de idade ou de terem comorbidade

Todos os colaboradores da Unimed Curitiba e empresas do grupo maiores de 18 anos serão vacinados contra Covid-19 neste sábado, dia 8 de maio, no Pavilhão da Cura, no Parque Barigui. A convocação foi enviada pela empresa nesta sexta-feira e informa que todos os contratados até 5 de abril, com exceção de temporários e estagiários, serão vacinados.

O plano municipal de vacinação prevê a vacinação de profissionais de saúde com registro no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, mas não funcionários de setores administrativos. Após a publicação do caso pelo Plural, o Ministério Público disse que o responsável pelo desrespeito à fila pode sofrer consequências jurídicas.

Um release da prefeitura informava nesta sexta que “neste sábado (8/5) a vacinação contra a covid-19 na cidade será exclusivamente para profissionais de saúde que estão com a data agendada pelo aplicativo Saúde Já. Para esse público, a vacinação acontece em três lugares: Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, das 8h às 17h”.

Boletim da Unimed convocando os funcionários.

A vacinação de colaboradores da Unimed, no entanto, inclui todos os profissionais administrativos. No comunicado, a Unimed informa que o colaborador precisa estar cadastrado no aplicativo Saúde Já, da prefeitura, mas o agendamento não aparecerá lá. É preciso também apresentar crachá ou documento comprovando o vínculo com a empresa.

Ao Plural, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disse que os funcionários da Unimed estão no plano de vacinação municipal como “Trabalhadores de Saúde que atuam em Serviços de Saúde”. A Unimed Curitiba foi procurada, confirmou a convocação, mas incialmente preferiu não comentar. Mais tarde, a empresa emitiu uma nota dizendo que atendeu a uma convocação da prefeitura.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Assuntos:

41 comentários sobre “Curitiba fura fila da vacina para beneficiar funcionários da Unimed

    1. Pois é… Vacinar o professor pra voltar pra escola não dá… vai tirar a vez das gestantes, segundo a secretária…
      #Absurdo

  1. Que ótima notícia!! A operadora atende mais de 500 mil pessoas!! Essa ação vai beneficiar muito curitiba e região! Obrigado pela ótima notícia!!

    1. Beneficiar o atendente em home office vai ajudar muito a cidade, tirando a vez de professores, gestantes e quem tem comorbidades mais leves. É uma ótima notícia para o cidadão que trabalha na empresa e não está na linha de frente, isto é, no hospital, na enfermaria, na UTI. Palhaçada total a administração da cidade.

  2. Os funcionários do administrativo fazendo home office estão nesta lista. É um descaso com o cidadão, fura fila na cara dura! A secretária da saúde Márcia Huçulak está compactuando com está falcatrua? Isso explica o motivo das filas de profissionais de saúde nunca diminuírem, empresas filando fila!

  3. E as professoras e funcionários escolas que já voltaram às aulas presenciais!??
    É um descalabro senhor prefeito e entourage!

  4. Evacuam para os profissionais da educação nem notícias né, mas querem que nós dentro de sala, isso é uma palhaçada.

  5. Fazemos sim parte dos “serviços essências . Outras “operadoras ” sem citar nomes para evitar desnecessaria exposição, tiveram seus funcionários vacinados e nao receberam esse infeliz e triste comentario! Torcemos para que chegue a vez para todos os cidadãos Brasileiros que essências ou não merecem e necessitam ser imunizados .

    1. Que pena que você pensa assim, uma profissional que está de home office e nem contato com o público tem. Por conta disso que as filas imensas de profissionais de saúde não acabam e a vacinação não avança como deveria. Espero que o MP investigue e puna os envolvidos nisso, inclusive de outros convênios como a Paraná Clínicas, que também furou fila.

    2. Você é muito ignorante ou incapaz mesmo. Trabalhar em uma empresa que presta serviço essencial não dá o direito de ser considerado trabalhador de linha de frente. Procura ajuda médica querida, vai se tratar, quem sabe assim vc cria um pouco de empatia com o próximo.

  6. Se até os ESTUDANTES da área de saúde foi liberado pra vacina, porque não os trabalhadores dos laboratórios e planos de saúde?

  7. Li ontem a noite essa notícia e confesso que me atrapalhou o sono nessa madrugada. É o fim do mundo na minha modesta opinião. Uma normativa da Prefeitura como essa” de vacinar funcionários de uma Cooperativa Médica”, deixando para trás outros grupos seguramente mais necessitados é para mim uma coisa absurda. E sou médico cooperado da Unimed – Curitiba – matrícula 14818 – hoje jubilado , quer dizer, não mais atuante. Está errado e acredito mesmo que o Ministério Público Estadual já deveria ter imediatamente atuado, impedindo essa barbaridade. Minha opinião. sei que desagrado muitos colegas que com certeza discordam. Sinto muito! Bom fim de semana para todos. #pramercer

  8. Pois é. De novo para não romper com a normalidade “democrática”. O poder público submetendo-se aos interesses da iniciativa privada. Mas isto serve apenas para os grandes da iniciativa privada. É definitavamente a representação mãxima da corrupção moral que atingimos. Não tem mais jeito…

  9. Vacina para os professores, nada. Outras cidades já estão vacinando os professores e aqui os vereadores discutindo e votando de forma REMOTA, o retorno SEM VACINA!

  10. ISSO É UM DESRESPEITO COM A POPULAÇÃO. FUNCIONÁRIO TRABALHANDO EM HOMEOFFICE NO CONFORTO DOS SEUS LARES ENQUANTO CIDADÕES DO GRUPO DE RISCO NÃO PODEM TOMAR. UNIMED CURITIBA E PREFEITURA PRECISAM SER RESPONSABILIZADOS.

  11. Prefeitura e a Unimed devem explicações não só ao MP mas a sociedade como um todo.
    Inadmissível vacinar trabalhadores em home office. Esse é o maior fura-fila já visto nesta pandemia.
    Aguardando ansiosamente as explicações dos irresponsáveis

  12. Mimimimimimimi pensamento pequeno, quanto mais pessoas se vacinarem mais poderemos voltar à normalidade.

    Deveríamos comemorar casa vacina e não ficar rabugentos discutindo quem toma a vacina primeiro.

    O único que tem que ser cobrado é o idiota que negou 11 vezes a compra de 70 milhões de vacinas em novembro de 2020.

    1. Ignorante!!! Se informe melhor dos fatos!!!
      Não viva numa bolha. Nem leia jornais e afins, q só querem ser “o pomo da discórdia “.
      Pronto, falei.

    2. Falou tudooooo, os ignorantes só sabem reclamar. Qualquer pessoa que tome primeiro vai ter uma cambada de idiota reclamando, então tanto faz, eu achei ooootimo a prefeitura liberar. Quanto mais gente MELHOR

  13. A questão não é essa ou aquela classe sendo assegurada, o problema é que a cada hora mudam, se transformando em uma insegurança.
    As pessoas já estão sobrecarregadas com essa situação que não podem sair, não podem abraçar os que lhe são caros, não podem, não podem, não podem e não podem fazer nada.
    Com isso os que não foram vacinados se alegram em um momento e no outro estão fora, mudam a regra a hora que bem entendem numa falta de respeito e de organização.

    1. É questão sim, Walmor. Não se trata de vacinação de uma classe, mas de furar fila beneficiando uma entidade privada. Um escândalo em potencial. Numa cidade séria, essa secretária estaria exonerada.

  14. Os trabalhadores da Fundação de Ação Social, menos de 500!, estão trabalhando ininterruptamente desde o início da pandemia, estão tirando nossos direitos, não podemos tirar férias, estão sugando nossa alma… Mas pra nós não tem vacina… O que esperar desse prefeito sádico? ¬¬

  15. Interessante…. considerando que estivesse correta a atitude, e obviamente não está pois há muitos outros casos mais prioritários como os professores, por exemplo, pergunto: só existe o plano de saúde Unimed em Curitiba??? Partindo da mesma premissa, os funcionários dos outros planos não deveriam também ser vacinados? Por que só Unimed???? O que há de e$pecial sobre a Unimed???

  16. Nossa que decepção essa leitura! A democracia de expor suas opiniões deu lugar a palavras ofensivas e a publicação de “codinomes” baixos cono os que foram utilizados.

  17. Dica ao Plural: apurem quanto a Unimed Curitiba contribuiu para a campanha do nosso nobre prefeito. Segue a mesma regra de sempre, “follow the money”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias