25 out 2021 - 15h45

Campanha busca doações para instalar ninhos para papagaios no litoral do Paraná

Das espécies atendidas pelo programa, há uma que habita o litoral do Paraná: o papagaio-de-cara-roxa, que só ocorre na Mata Atlântica.

Foi lançada neste mês de outubro a campanha Adote um Ninho, promovida pelo Programa Papagaios do Brasil. Como o próprio nome sugere, a ação incentiva que pessoas físicas e jurídicas possam contribuir financeiramente para a instalação, manutenção e monitoramento de ninhos de papagaios de quatro espécies brasileiras: papagaio-de-cara-roxa, papagaio-de-peito-roxo, papagaio-verdadeiro e papagaio-charão.

Das espécies atendidas pelo programa, há uma que habita o litoral do Paraná: o papagaio-de-cara-roxa, que só ocorre na Mata Atlântica. Entre todas as espécie é a que vive na região mais restrita, entre as floresta do litoral sul de São Paulo e litoral do Paraná. A instalação de ninhos artificiais, que iniciou em 2003, foi fundamental para auxiliar na recuperação da população. Aliado a ações de educação, sensibilização e parceria com moradores locais.

A campanha acontece durante o período reprodutivo dessas aves, que ocorre de agosto a fevereiro. Essa é a época em que as espécies demandam maior atenção dos projetos de conservação. “As espécies são monitoradas por especialistas há mais de duas décadas. Com muita pesquisa e conhecimento local, observamos que o desmatamento era uma das principais razões para a ausência de ocos adequados para a reprodução dos papagaios” relata Elenise Sipinski, responsável técnica do Programa e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza (RECN).

“Com isso, incentivamos a criação de Unidades de Conservação nas áreas de distribuição dos papagaios e também instalamos os ninhos artificiais para suprir a falta de cavidades naturais”, explica.

Os ninhos artificiais instalados em áreas ocupadas pelos papagaios auxiliam a suprir a carência de ninhos naturais, contribuindo com a manutenção e o aumento populacional das espécies. Essa tecnologia já é implementada há mais de uma década e tem se mostrado muito efetiva, estimulando o nascimento de centenas de filhotes de papagaios já registrados. Este é o primeiro ano que o Programa Papagaios do Brasil trabalha com uma campanha que vai possibilitar que pessoas de todos os lugares do mundo contribuam por meio da adoção dos ninhos.

Presente às atuais e futuras gerações

A primeira etapa para a adoção dos ninhos consiste em escolher para qual espécie de papagaio ou projeto de conservação a contribuição será destinada. Na sequência, são oferecidas informações sobre os biomas de ocorrência, quantidade de ninhos artificiais já instalados e outras curiosidades para que o adotante tenha certeza de sua escolha. Depois, são sugeridos valores de doação e também oferecidos benefícios que vão da categoria de amiga/amigo dos papagaios à madrinha/padrinho.

Com a doação efetivada, os projetos destinam os recursos arrecadados à produção de novos ninhos artificiais, para contratação de mão-de-obra-local para instalação, custeio das ações de monitoramento dos ninhos naturais e artificiais, continuidade das ações de pesquisa com as espécies e outras atividades que incluem a comunicação e a educação para a conservação dos papagaios em vida livre.

“Como especialistas nós acreditamos muito no potencial de mobilização desta campanha. Os papagaios são espécies carismáticas e muito conhecidas pela população brasileira”, relata Nêmora Prestes, coordenadora do Programa Nacional de Conservação do Papagaio-de-peito-roxo e também integrante da RECN.

“Cada vez mais a sociedade tem entendido seu papel cidadão na conservação da biodiversidade. Adotar um ninho precisa ser visto como uma ação que garante futuro, um presente à nossa e às futuras gerações” finaliza.
As adoção dos ninhos pode ser feita pelo site: http://papagaiosdobrasil.com.br/adote-um-ninho/

Programa Papagaios do Brasil

O Programa Papagaios do Brasil foi lançado em 2017 para a conservação de seis espécies de papagaios com diferentes graus de ameaça: papagaio-verdadeiro; papagaio-charão, papagaio-de-peito-roxo, papagaio-de-cara-roxa, papagaio-chauá e papagaio-moleiro, todas espécies contempladas pelo Plano de Ação Nacional (PAN) para a Conservação dos Papagaios e que sofrem com diferentes ameaças, como o tráfico e a redução de seus habitats naturais.
O Programa Papagaios do Brasil conta com a execução da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), e participação da Associação Amigos da Natureza, do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (CEMAVE) do Instituto Chico Mendes de Conservação à Biodiversidade (ICMBio), da Fundação Neotrópica, do Parque das Aves e da Fundação Grupo Boticário de Proteção da Natureza.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

Capa da revista Time com Lula é autêntica

É falso o vídeo publicado no YouTube afirmando que o ex-presidente Lula (PT) não estampa a capa da Revista Time que circulou na segunda quinzena de maio. Lula aparece na edição da semana de 23 a 30 de maio, com a manchete: “O mais popular de todos os presidentes brasileiros volta do exílio político com a promessa de salvar a nação”. A mesma edição também apresentou uma segunda capa que trata de mudanças climáticas ao redor do mundo. Segundo a Time, é comum que uma mesma edição tenha mais de uma capa. Ambas foram distribuídas para assinantes e bancas de jornais nos Estados Unidos e em outras partes do mundo

Projeto Comprova

Post deturpa falas de Beira-Mar, Youssef e Barbosa sobre Bolsonaro

É enganoso o conteúdo que atribui falas positivas sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) a Joaquim Barbosa, Alberto Youssef e Fernandinho Beira-Mar. As afirmações foram descontextualizadas. O post também defende que o político devolveu doação da JBS para a campanha dele, mas erra o valor e omite que a mesma quantia foi transferida novamente para o então candidato com a informação sobre o doador original suprimida

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds