Com câncer, Raul de Souza anuncia aposentadoria | Jornal Plural
14 nov 2020 - 9h55

Com câncer, Raul de Souza anuncia aposentadoria

Trombonista de 86 anos passa por tratamento e diz que voltará tocando outro instrumento

Raul de Souza, um dos mais prestigiados músicos brasileiros, anunciou sua aposentadoria como trombonista devido a um câncer na garganta. Aos 86 anos, o músico diz que não tem mais condições de voltar ao trombone e ao sax, mas diz que depois do tratamento pretende voltar à música com outro instrumento.

Com mais de 50 anos de carreira, Raul de Souza chegou a morar em Curitiba. Nascido no Rio de Janeiro, também morou nos Estados Unidos, onde se apresentou com grandes nomes do jazz.

No post em que anunciou sua aposentadoria como trombonista, o músico diz que a história será narrada numa autobiografia que ele estaria preparando. Parte da história dele foi narrada pelo repórter Felippe Anibal no Plural.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

3 comentários sobre “Com câncer, Raul de Souza anuncia aposentadoria

  1. Boa noite! Para o mundo musical do sopro, orquestral, jazz,popular, de modo geral, lamentamos muito uma notícia deste nível, porque esta lenda do Trombone, Seu Raul, Raulzito, e, ou, o Raul de Souza, conseguiu ultrapassar obstáculos, barreiras culturais e apresentou o trombone de forma totalmente diferente, mostrou que o trombone de vara não foi feito apenas para tocar frevos. Vamos pedir a Deus que o senhor se recupere rápido. Apesar de não lhe conhecer pessoalmente, mas o Fato Consumado de Djavan, o Papel Machê de João Bosco executado pelo seu trombone ficou na história. A sua sonoridade do seu trombone é inconfundível. Vamos orar para que esse câncer desapareça da sua garganta. Isso não é nada para Deus!!! Grande abraço! Maestro Raul de Souza! Atenciosamente, Bosco do Trombone!!!

  2. Tive o orgulho e o prazer de conviver com Raul de Souza. Na época 89,90 ele morava na rua DELFINA, MEU VIZINHO NA VILA MADALENA. VÁRIAS TARDES ELE IA EM CASA, E TOCAVA SEU TROMBONE LÁ MESMO NA COZINHA. O CARA QUE JÁ HAVIA TOCADO EM QUASE TODOS OS PALCOS DO MUNDO, ..DIZIA QUE GOSTAVA DE TOCAR LÁ, PORQUE A ACÚSTICA ERA PERFEITA. VOU SENTIR MUITA SAUDADE DESSE GÊNIO…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias