5 nov 2021 - 8h53

Projeto do Paraná é destaque em painel da COP 26

A Grande Reserva Mata Atlântica é o maior remanescente contínuo deste bioma em todo o mundo

Nesta sexta-feira (05), a iniciativa paranaense Grande Reserva Mata Atlântica é destaque em um dos painéis da COP 26, a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, que está acontecendo entre os dias 31 de outubro e 12 de novembro, em Glasgow, na Escócia.

A apresentação, que é muito simbólica para a história da conservação da Mata Atlântica no Brasil, tem como objetivo debater sobre como é possível alinhar ações que apoiam o clima, a biodiversidade e as pessoas. O painel “Ação multinível para a biodiversidade e o clima: desafio planetário e lições da América Latina”, onde o grupo paranaense se apresenta, está sendo liderado pela Universidade de York, de Toronto, no Canadá.

Além disso, o evento conta com várias partes interessadas no foco e fortalecimento da biodiversidade e dos vínculos climáticos por meio de pesquisas, políticas e ações conjuntas. No painel também será apresentada uma pesquisa que rastreia a experiência dos profissionais em proteção da natureza com exemplos de financiamento de adaptação com base em ecossistemas e recuperação verde na América Latina.

Os representantes brasileiros irão compartilhar o exemplo da Grande Reserva Mata Atlântica – o maior remanescente contínuo do bioma no planeta, com 2,2 milhões de hectares integrando os estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo – como uma referência de como a união entre pessoas, entidades, instituições acadêmicas, iniciativa pública e privada é capaz de fortalecer os esforços em prol do desenvolvimento sustentável com base na conservação da biodiversidade e contribuir com a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. 

Segundo a programação, a apresentação está agendada para acontecer das 11h30 às 12h45, horário de Glasgow, e 08h30 às 09h45 no horário de Brasília. As pessoas poderão acompanhar o evento pelo link

Grande Reserva Mata Atlântica 

A Grande Reserva Mata Atlântica é o maior remanescente contínuo deste bioma em todo o mundo. São 2.2 milhões de hectares de ecossistemas naturais que se estendem por 50 municípios em três estados. Esta região abriga cidades coloniais das mais antigas do Brasil, além de comunidades tradicionais e indígenas, todas a uma curta distância de dois dos maiores centros urbanos do país: São Paulo e Curitiba. Com a floresta em pé e abundante vida selvagem, é possível oferecer experiências de ecoturismo autênticas aos visitantes e, ao mesmo tempo, criar empregos, gerar renda e melhorar a qualidade de vida de muitos brasileiros.

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Radiocaos Convescote

Neste episódio os textos e ideias prazerosas de Otto Leopoldo Winck, William Cruzoé Teca, Guilherme Zarvos, Sergio Viralobos, Edilson Del Grossi, Gabriele Gomes, Bernardo Pellegrini, Amarildo Anzolin, Francisco Cardoso de Araujo, Marielle Loyola, Flavio Jacobsen, Maurício Popija, Adriano Samniotto, Leonard Cohen, Wally Salomão, Natalia Barros, Trin London, Daniel Quaranta, Marcelo Brum-Lemos, Michel Melamed, Julio Cortazar, Mauricio Pereira, entre outros não menos alvissareiros.

Redação Plural.jor.br