Morre Passarinho, garçom símbolo de Curitiba | Jornal Plural
Clube Kotter
4 jul 2019 - 14h11

Morre Passarinho, garçom símbolo de Curitiba

Passarinho trabalhou por mais de 36 anos no Manekos, no Centro da cidade

A agilidade com a qual transitava entre as mesas do Manekos Bar, no centro de Curitiba, e o bom humor eram algumas das marcas registradas de Nilson Costa da Silva, garçom do tradicional restaurante por mais de 36 anos.

Mas não mais do que o hábito de atender aos clientes assoviando feito um canário ou um sabiá – o que lhe rendeu o apelido de Passarinho. Nascido e criado no litoral paranaense, sempre foi fascinado pelo canto das aves.
Um dos garçons mais famosos do Paraná morreu nesta quarta (3/7) após lutar por anos contra um câncer.

Na parede do Manekos Bar, Passarinho segue eternizado em fotografias e reportagens sobre o seu estilo tão peculiar de servir, que o tornou famoso.

O bar e restaurante segue ativo, de segunda a sábado, oferecendo a melhor parmegiana da cidade e com o atendimento aos clientes sendo realizado pelo trio de “herdeiros” de Passarinho: Adir, Carlos e Taborda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias