"Selvageria" | Jornal Plural
Clube Kotter
15 set 2020 - 11h52

“Selvageria”

Leia com exclusividade um poema do livro “O enigma das ondas”, de Rodrigo Garcia Lopes, a ser lançado pela editora Iluminuras

No fim o desembargador era o chefão de uma milícia assassina  
E o incêndio na favela celebrado com uzis e buzinas.

Mais cadáveres encontrados na lama da barragem
E o coronel torturador ganha mais uma homenagem.

Dois mil campos de futebol de floresta devastada por dia na Amazônia
Uma multidão de jovens negros chacinados sem cerimônia.

O apresentador de TV integra um grupo neofascista            
E o chanceler acredita que a Terra Plana exista.    

Uma horda de boçais pedindo sangue, destilando ódio,
Freddy Krueger, Chucky e A Coisa disputando o pódio.

O ministro do Supremo mantém escravos em suas fazendas
E o dono do grande jornal diz que a Verdade é uma lenda.

A quadrilha de empresários comemora em Paris os seus malfeitos         
E o general que diz que direitos humanos são para humanos direitos.

O pastor famoso que estupra garotinhas toda sexta-feira
E a ministra que sequestra índios e vê o Demônio na goiabeira.

O chefe da Casa Civil metido com cárcere privado e necrofilia
O grande herói nacional era um agente da CIA.

O bispo com malas cheias de dinheiro no heliporto do templo
E o deputado assassino de gays saudado como exemplo.

Um filósofo ex-astrólogo porrinha tido como gênio, um chucro,     
E o Empresário do Ano vibra com mais uma tragédia: o que vier é lucro.

Uma gangue de canalhas, ignorantes e psicopatas no poder            
E a juíza cínica sorri pro inocente que ela acaba de foder.  

Legiões de zumbis e desempregados pelas esquinas e parques
No presídio superlotado rolam cabeças em mais um massacre.

Seis bilionários detém a mesma riqueza de 100 milhões de pessoas
E o silêncio apavorante que nas ruas da noite ressoa.

Miseráveis em lixões em cenas de puro desespero
O governador genocida que abate pobres de helicóptero.

Um presidente que toca fogo no circo e exalta a tortura
E a surpresa e o nojo de um povo com sua própria criatura.     

Seria um filme de horror, puta que pariu,
Não fosse só o Brasil.

*

(O poema “Selvageria” é parte do livro “O enigma das ondas”, de Rodrigo Garcia Lopes, em pré-venda no site da editora Iluminuras. O lançamento será no dia 21 de setembro.)

Leia entrevista com Rodrigo Garcia Lopes.

(Foto: Elisabete Ghisleni/Divulgação)

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias