Fabio Oliveira pede explicações sobre o caso Traiano

Motivo da denúncia é processo que envolve Traiano e Plauto Miró; Plural está sob censura da Justiça e não pode mencionar caso

Edição: O Plural chegou a noticiar que o deputado Fabio Oliveira levaria o caso ao Conselho de Ética, mas o deputado informa que não é essa a sua intenção

O deputado estadual Fábio Oliveira (Podemos) enviou nesta segunda-feira (4) um requerimento ao Ministério Público solicitando informações sibre um caso judicial em que Traiano e Plauto Miró (União) estão envolvidos.

No plenário da Assembleia, Oliveira, que é ligado a Deltan Dallagnol (Novo), fez um discurso duro sobre o caso, dizendo que pessoas envolvidas em processos judiciais graves nem deveriam ter direito a permanecer em cargos públicos.

O Plural, assim como outros veículos de comunicação, está proibido de mencionar o caso judicial em função de uma liminar obtida por Traiano no último sábado (3).

Os documentos relacionados ao processo foram incluídos pelo deputado estadual Renato Freitas (PT) em suas alegações finais num outro processo do Conselho de Ética. Renato responde por quebra de decoro por ter chamado Traiano de “corrupto” na sessão de 9 de setembro.

Sobre o/a autor/a

Compartilhe:

Leia também

Melhor jornal de Curitiba

Assine e apoie

Assinantes recebem nossa newsletter exclusiva

Rolar para cima