Comissão aprova uso de cannabis medicinal no Brasil

Bancada conservadora quase conseguiu barrar a aprovação do projeto

A Comissão Especial criada para debater o uso medicinal da cannabis aprovou nesta terça (8) o texto do relator do projeto, Luciano Ducci (PSB-PR). Agora o projeto segue para o plenário da Câmara e, caso aprovado, ainda precisa ir ao Senado antes de chegar à fase da sanção presidencial.

A votação do projeto na comissão foi tensa, com oposição da bancada conservadora, que insiste em dizer que a proposta abre brechas para o uso recreativo da maconha. No final, depois de um empate em 17 a 17, foi necessário o voto de minerva do próprio relator.

A proposta de Ducci prevê a possibilidade de plantio controlado da cannabis, em quantidades pré-aprovadas pelo poder público e apenas depois de cadastro. Só pessoas jurídicas poderão fazer o plantio e o único uso aprovado é para medicamentos.

Dois produtos derivados da cannabis, o canabidiol e o THC, têm se mostrado eficientes no controle de convulsões que não são reduzidas por nenhum outro tratamento. Além disso, outras condições têm reagido bem ao uso da cannabis.

Sobre o/a autor/a

Compartilhe:

Leia também

Mentiras sinceras me interessam

Às vezes a mentira, ao menos, demonstra algum nível de constrangimento, algum nível de percepção de erro. Mas quando a verdade cruel é dita sem rodeios, o verniz civilizatório se perde

Leia mais »

Melhor jornal de Curitiba

Assine e apoie

Assinantes recebem nossa newsletter exclusiva

Rolar para cima