fbpx
destaque Notícias de Curitiba | Vizinhança

TCE vai criar “Ranking de Transparência” das prefeituras

Avaliação deve se estender ao Governo Estadual, Legislativo e ao próprio TCE. Foto: Wagner Araújo/TCE
Escrito por Mauren Luc
Compartilhe

Todas as 399 Prefeituras do Paraná serão avaliadas pelo grau de informações digitais que prestam a seus cidadãos. Para medir como anda a distribuição destes dados, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) vai desenvolver o Índice de Transparência da Administração Pública (ITP). Com ele, será possível criar o “Ranking de Transparência das Administrações”. A ideia é estender o método de pesquisa – que tem parceria com a Universidade Positivo (UP) – para analisar também o governo do estado, o Legislativo e o próprio TCE.

A verificação nos portais dos municípios terá início no segundo semestre com o auxílio de alunos do curso de Direito da UP. Serão 12 meses de análises para a elaboração do ranking. Ele irá avaliar as prefeituras quanto à transparência administrativa, financeira, passiva, boas práticas e usabilidade.

A metodologia já vem sendo informada aos gestores municipais, que podem verificar os critérios estabelecidos para o trabalho, ligado à Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O índice será adotado para o ranking nacional da entidade.

Governo não atualiza dados financeiros no Portal da Transparência

 

Para o TCE, a automatização da transparência dos atos de gestão deve ser uma diretriz adotada por todos os entes públicos. E na hora de transmitir a informação, vale lembrar que o cidadão tem interesse por assuntos que afetam o seu cotidiano, como número de vagas e fila de espera nas creches, medicamentos disponíveis nos postos de saúde ou deliberações de conselhos de classe. Tudo, claro, sempre atualizado.

A forma como os dados são disponibilizados no site, a demora do usuário chegar até eles. Toda a usabilidade do portal também será avaliada.

Com o trabalho, o TCE pretende fazer da administração pública paranaense referência nacional em transparência, tornando os sites governamentais cada vez mais úteis e visitados.

Ratinho aprova compliance, mas desrespeita Lei de Acesso à Informação

 

Sobre o autor

Mauren Luc

Mauren Luc é jornalista, especialista em Educação e Valores Humanos. Com atuações em reportagem, produção e edição de conteúdo, colaborou com diferentes veículos, redações e assessorias de Comunicação. Presidiu o Grupo de Apoio à Adoção Romã e integrou a direção do Sindijor-PR. Acredita que a verdadeira Comunicação Social se faz na pluralidade de vozes e em pautas que traduzam realidades esquecidas e soluções transformadoras.

Deixe seu comentário