fbpx
Cultura destaque

Stavis-Damaceno : quinze anos juntos no palco e na vida

Cena de Psicose 4h48, um dos sucessos da Stavis-Damaceno. Foto: Patricia Stavis
Escrito por Rogerio Galindo
Compartilhe

Companhia comemora 15 anos com mostra no Festival e viagens pelo estado

Compartilhe

Tudo na vida de Rosana Stavis e Marcos Damaceno está na marca dos quinze anos. Eles se conheceram: há 15 anos. Começaram a trabalhar juntos e montaram uma companhia: há 15 anos. Se mudaram para o lugar onde moram e se apresentam: há 15 anos. Fizeram uma viagem a Paris, de onde voltariam grávidos de sua filha: há 15 anos.

Nesse tempo, o casal conseguiu construir uma bela história no teatro curitibano. Damaceno, que em 2004 era um recém-formado da FAP ainda montando a peça de conclusão de curso, hoje é reconhecido como autor e diretor (não como ator, ele mesmo desistiu de atuar e se considera “medíocre”).

Rosana Stavis há 15 anos já era Rosana Stavis. Talvez a melhor das melhores atrizes da cidade, a ponto de ser intimidadora para quem contracena com ela. Mas estava quase perdida para o teatro, e diz ter sido resgatada pelo futuro marido, quando os dois se conheceram.

Na época, ela estava entusiasmadíssima com a Denorex 80, banda em que trabalha como vocalista e, confessemos, ganhava bem mais dinheiro do que no palco, apesar de todo o reconhecimento.

A história de como os dois se conheceram parece inventada, de tão simpática. Damaceno, novato, iria ensaiar sua peça, mas não tinha atores. Resolveu fazer uma lista de quem eram os melhores atores da cidade. Queria chutar alto. Chegou a três nomes: Claudete Jorge, Mario Schoemberger e Rosana Stavis.

Mário disse não; Claudete disse sim mas sumiu; Rosana, desde o começo, disse sim. E foi aí que tudo começou. Um ano depois, já com a vida transformada, eles estreariam a primeira peça de sucesso da companhia Stavis-Damaceno, que até hoje segue no repertório da dupla, Psicose 4h48, de Sarah Kane.

Na comemoração dos 15 anos, a companhia terá uma mostra especial com quatro peças no Festival de Curitiba e depois viajará pelo interior do estado. Por quantas cidades? Claro, 15.

Veja abaixo a entrevista com o casal.

Sobre o autor

Rogerio Galindo

Rogerio W. Galindo é jornalista e tradutor. Responsável pelo blog Caixa Zero, é um dos profissionais que criaram o Plural.jor.br

Deixe seu comentário