fbpx
destaque Notícias de Curitiba | Vizinhança

Servidores ficam na Alep à espera de Ratinho

Escrito por Mauren Luc
Compartilhe

Servidores públicos em greve que ocuparam a Assembleia Legislativa do Paraná nesta terça-feira vão permanecer no local até que o governador Ratinho Jr. se disponha a negociar com o grupo. Parados duas semanas, os grevistas reivindicam que o governo pague 50% da data-base este ano, retirar da Assembleia o Projeto de Lei Complementar 04 e não condicionar a data-base dos anos posteriores.

A ocupação da Assembleia aconteceu por volta das 16 horas depois que, segundo Marlei Fernandes, do Fórum das Entidades Sindicais, o deputado Missionário Arruda (PSL) chamou os servidores de vagabundos. “Nós exigimos respeito. Não pode uma situação dessas”, declarou.

Marlei também informou que o plano é continuar no local até que “exista uma intermediação de um debate no Palácio”. No período da manhã as entidades sindicais estiveram em reunião na Assembleia e pediram que eles atuem na negociação para o fim da paralisação.

 

O jornalismo preciso, sério e de qualidade do Plural só é possível graças ao apoio de nossos assinantes. Todos os dias publicamos uma média de 23 reportagens, colunas, crônicas, análises, charges, tirinhas, literatura e muito mais. Nada disso é de graça, mas está disponível porque há quem invista em informação plural de qualidade. Apoie essa ideia. Assine o jornalismo do Plural.

Sobre o autor

Mauren Luc

Mauren Luc é jornalista, especialista em Educação e Valores Humanos. Com atuações em reportagem, produção e edição de conteúdo, colaborou com diferentes veículos, redações e assessorias de Comunicação. Presidiu o Grupo de Apoio à Adoção Romã e integrou a direção do Sindijor-PR. Acredita que a verdadeira Comunicação Social se faz na pluralidade de vozes e em pautas que traduzam realidades e soluções transformadoras.

Deixe seu comentário