19 out 2021 - 14h41

Restaurante deixa de servir carne do dia por causa da “inflação aos dois dígitos”

Godines Grill retirou do cardápio a opção que estava sendo vendida a preço de custo

Em um comunicado divulgado aos clientes nesta segunda-feira (18), o restaurante Godines Grill, no Bigorrilho, deixou de servir o prato do dia por causa da “inflação aos dois dígitos”. O PF, com carne ou peixe do dia, arroz, feijão e fritas era vendido a R$ 35, valor que nos últimos tempos tinha virado preço de custo.

A casa não quis reajustar o valor, tornando o prato inviável do ponto de vista financeiro, o que motivou a retirada do cardápio. O restaurante continua funcionando apenas com o buffet a R$ 95,90 o quilo, de segunda a sexta, e a R$ 105,90 o quilo, no fim de semana e feriados. Há duas semanas, o quilo custava R$ 89,90 durante a semana.

“Devido à inflação ter chegado a dois dígitos e sem previsão de trégua, decidimos em não continuar oferecendo o prato do dia que tanto nos ajudou durante os momentos mais difíceis da pandemia”, diz o comunicado.

Comunicado do Godines Grill em que avisa que o prato do dia é retirado do cardápio por causa da inflação.

O prato era vendido também no delivery, mas o retorno presencial dos clientes foi mais um fator que levou a casa a suspender o serviço, que chegou a ter três entregadores – hoje apenas um permanece na função.   

“Quando digo que a inflação está em dois dígitos, não quer dizer 10%. Nesses últimos três a quatro meses, o custo [dos ingredientes] dobrou, mas não tenho como dobrar o preço do prato do dia. Os clientes vão achar que estou querendo ganhar muito dinheiro. Essa é a dificuldade”, explica o proprietário do restaurante, Adalton Godines.

Ele relata que o filé mignon, que custava R$ 40 o quilo, já chegou a R$ 80 o quilo. O mesmo acontece com o abacate que custava entre R$ 50 e R$ 70 a caixa de 20 quilos e hoje não se encontra por menos de R$ 200. Fornecedores relatam escassez de azeitonas e azeite de oliva, segundo o empresário, que espera uma piora nos próximos meses.

Curitiba registrou a maior inflação do país no ano entre as capitais, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 9 de setembro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mostrou que os preços de produtos e serviços na cidade aumentaram 7,72% de janeiro a agosto deste ano.

Recentemente, bares e restaurantes de Curitiba aumentaram o preço da cerveja, após a Ambev anunciar um reajuste no preço da matéria-prima de até 6%.

Os efeitos da inflação são sentidos também nos supermercados como mostra o Mercado Bolsocaro, ferramenta criada pelo Plural para mostrar o aumento de preços nos supermercados da capital entre 2018 e agora.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

4 comentários sobre “Restaurante deixa de servir carne do dia por causa da “inflação aos dois dígitos”

  1. Para os amantes de lockdown, “fecha tudo” e “fica em casa”, assim como para o público em geral, chegou a hora de pagar a conta. Ou voces imaginavam que os meses em ritmo de abre e fecha não teriam consequências?

  2. Receita de Inflação aos dois dígitos:
    Os ingredientes principais são prefeitos e governadores,
    Feche os estabelecimentos e impeça que eles trabalhem,
    Espere até que haja demissões e falências,
    Quando estiver tudo estourado, diga que o objetivo é salvar vidas,
    Acrescente uma grande quantidade de a economia a gente vê depois,
    Vá acrescentando doses de tudo é feito com base na ciência,
    Quando chegar no ponto de alta geral nos preços, libere o funcionamento para os estabelecimentos que sobraram,
    Finalize colocando a culpa no Bozo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Radiocaos Convescote

Neste episódio os textos e ideias prazerosas de Otto Leopoldo Winck, William Cruzoé Teca, Guilherme Zarvos, Sergio Viralobos, Edilson Del Grossi, Gabriele Gomes, Bernardo Pellegrini, Amarildo Anzolin, Francisco Cardoso de Araujo, Marielle Loyola, Flavio Jacobsen, Maurício Popija, Adriano Samniotto, Leonard Cohen, Wally Salomão, Natalia Barros, Trin London, Daniel Quaranta, Marcelo Brum-Lemos, Michel Melamed, Julio Cortazar, Mauricio Pereira, entre outros não menos alvissareiros.

Redação Plural.jor.br