Burrata é a estrela do cardápio do restaurante Burratatá, em Curitiba
27 jul 2021 - 10h51

Burrata é a estrela dos sanduíches de novo restaurante

Cardápio do Burratatá conta com sete opções com o queijo cremoso típico da Itália

Usar a burrata como recheio nos sanduíches é uma daquelas ideias gastronômicas que dificilmente parecem dar errado. Pela cremosidade, o queijo típico da Itália casa naturalmente com pão. Aí entram bons frios e embutidos para completar a combinação.

A burrata é justamente a estrela do cardápio do Burratatá, restaurante especializado em sanduíches que inaugurou em abril, em Curitiba. São sete versões de panini. A base é a mesma para todos os sabores: burrata (óbvio), molho pesto, rúcula, tomate e um tempero da casa, cuja receita a empresária Adriana Henriques Lonardoni guarda a sete chaves.

O que muda é o ingrediente principal. Além de salmão gravlax (curado), presunto parma, pastrami, há opções com copa, presunto cru trufado, salame e o vegetariano, que não leva nenhum produto de charcutaria. Os preços variam de R$ 26,90 a R$ 39,90.

Sanduíche com salmão gravlax. Foto: Divulgação.

Por enquanto, o restaurante funciona somente no delivery. Três unidades devem abrir até o final de agosto com atendimento presencial nos bairros Juvevê e Mossunguê, em Curitiba, e na Praia Brava, em Balneário Camboriú (SC).

O sanduíche é montado em pão de produção própria. Já a burrata, feita com leite de búfala, é de um pequeno produtor no interior de São Paulo, cujo nome não é revelado. Os produtos de charcutaria são importados da Itália e Espanha. O panini é servido frio e mata a fome de uma pessoa.

“Quando surgiu a ideia de investir num novo negócio, testamos várias receitas de sanduíches com queijos e chegamos na receita com burrata”, explica Adriana, que comanda o restaurante com o marido Guilherme Lonardoni. O casal é dono também do Madre Terra Armazém, empresa especializada na comercialização de queijos importados e charcutaria.

Pão da casa, rúcula, tomate, pesto e molho secreto compõem o sanduíche. Foto: Divulgação.

Logo de cara, o nome Burratatá remete a sons infantis. Não é por acaso: foi uma criação de Francisco Matias, o filho de seis anos do casal, que, quando pequeno, se referia à burrata com uma sílaba a mais. Daí surgiram os nomes dos panini – Copatatá, Parmatatá, Salamitatá…

Original da região da Puglia, no salto da bota, mas produzida também nas regiões da Campânia e Lazio, a burrata é um queijo em formato de bola parecido com a muçarela fresca e que leva muçarela desfiada e creme de leite no recheio. 

Serviço

De segunda a sábado, das 11h30 as 21h – (41) 99154-6223. Pedidos pelo iFood e Rappi. Instagram: @burratata

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias