Além do sushi: 7 pratos japoneses do dia a dia e onde prová-los em Curitiba - Jornal Plural
6 ago 2021 - 12h11

Além do sushi: 7 pratos japoneses do dia a dia e onde prová-los em Curitiba

O especialista em saquê, Daniel Honda, da Adega de Sake, explica quais são as iguarias do dia a dia da culinária do Japão

Embora o peixe cru tenha se tornado o símbolo da culinária do Japão no mundo, nem só de sushi e sashimi vivem os japoneses. “A comida japonesa tem fama de ser saudável, mas a verdade é que os japoneses comem também muita fritura e pratos gordurosos no dia a dia”, afirma Daniel Honda, especialista em saquê e dono da Adega de Sakê, em Curitiba.

A pedido do Plural, e para surfar no clima das Olimpíadas de Tóquio, Daniel selecionou sete pratos tradicionais do país asiático que podem ser encontrados em restaurantes de Curitiba.

Rámen ou lámen

Traduzido para os alfabetos ocidentais com as palavras rámen ou lámen, esta “sopa de macarrão” já é bastante conhecida no Brasil. Nos últimos anos, casas especializadas no preparo deste prato têm se popularizado nas grandes cidades.

Basicamente existem dois tipos principais de lámen – o de tori que é preparado com um caldo à base de frango e o tonkotsu, cujo caldo é feito com carne suína.

Shio-lámen do Ichimon. Foto: Andrea Torrente/Plural.

Os cardápios das casas especializadas, geralmente, trazem algumas outras especificações: o termo shio-rámen indica que o caldo leva shio, isto é, sal; já o shoyu-rámen leva shoyu no caldo; o missô-rámen tem adição de missô, uma pasta de soja fermentada que é diluída no caldo. Existem outras combinações possíveis, mas essas são as principais.

O macarrão é feito com farinha de trigo, sal e água, e difere do italiano por não levar ovo. Na massa é incorporada também a kansui, uma solução de carbonato de potássio e bicarbonato de sódio que serve para dar liga aos ingredientes.

Por fim, temos os toppings como chashu, que são fatias de carne suína com bastante gordura, geralmente retiradas da barriga; menma, que é o broto de bambu fermentado e desidratado; e outros, como alga nori laminada e ovo cozido com gema mole e tempero da casa. 

***

Sukiyaki

Foto: Wikipedia.

Os ingredientes deste prato são enviados ainda crus à mesa, que conta com um fogão ao centro. Os comensais cozinham tudo numa panela a começar por finas fatias de carne bovina fritas na manteiga.

Quando a carne começa a dourar são adicionados vegetais como acelga, moyashi (broto de feijão), couve-flor, agrião e hourenso (espinafre japonês), além de cubos de tofu, ovo, cogumelos e macarrão udon. Tudo é regado com um molho à base de shoyu, saquê mirim (específico para cozinhar) e açúcar.

***

Karê

Este prato é inspirado no curry indiano e pode levar dezenas de ingredientes, como pimenta vermelha, pimenta-do-reino, gengibre, cúrcuma, coentro, cravo, erva-doce, canela e cominho. Tem cor amarelo intenso puxado para o marrom e sabor acentuado e picante, e geralmente é servido com legumes como batata e cenoura, arroz branco e alguma carne como tonkatsu (suína) ou chickenkatsu (frango).

***

Gyudon e outros donburis

Tendon: tipo de gyudon com camarão rosa do Nakaba. Foto: Divulgação.

O gyudon é um tipo de donburi, termo que identifica pratos servidos na chawan, tigela que é servida com arroz no fundo, e carne e cebola com molho por cima. “O importante aqui é o arroz. O que se coloca junto é opcional e variado”, diz Honda.

As variações vão desde tempurá – neste caso o prato é chamado de tendon – à carne suína com cebola (katsudon) e oyakodon, feito com cubos de sobrecoxa de frango cozidos com shoyu, cebola e ovo.

***

Teishokus de vários tipos

Teishoku: o “prato feito” do Japão. Este é da Lamen House. Foto: Reprodução.

Teishokus é um combo com vários ingredientes em que o arroz não pode faltar. Leva ainda algum tipo de caldo, como o missoshiru (caldo de missô), e alguma proteína como filé de salmão grelhado, tempurá, carne suína ou karaage (veja abaixo).

***

Karaage ou karaague

Karaague, o “frango a passarinho” japonês, com maionese, do Ichimon. Foto: Andrea Torrente/Plural.

Este petisco é a versão japonesa do frango a passarinho, menos salgada e mais complexa em sabores. Os cubos de frango, sem osso, são marinados com alho, gengibre, saquê e shoyu, em seguida são empanados com amido de milho ou fécula de batata e, por fim, fritos em óleo vegetal. Crocante por fora e macio por dentro.

O karaage é geralmente acompanhado de uma maionese japonesa chamada Kewpie, cujo sabor e textura são diferentes das tradicionais. Com consistência de pomada, é mais leve, menos ácida e tem ligeiro sabor adocicado.

***

Katsusando

Foto: Everypixel.

Toda culinária tem seus sanduíches e a nipônica não podia ser diferente. O katsusando, sucesso nas ruas de Tóquio, está, inclusive, se popularizando no Brasil. Este sanduíche é feito com pão de leite, maionese japonesa Kewpie, molho japonês para milanesa, repolho cortado em tiras finas e carne suína (geralmente barriga ou copa lombo) empanada na farinha panko e frita.

Onde comer

Os restaurantes abaixo servem todos ou alguns dos pratos mencionados acima:

A Dona Ai. R. Ferdinando Darif, 583, Campina do Siqueira, Curitiba – (41) 3156 1881 / (41) 99208 1881. Terça a sábado das 11h30 às 14h e das 19h às 22. Instagram: @restaurante_adonaai

Ichimon. Rua Martim Afonso 855, Mercês, Curitiba. Terça à sexta das 17h às 22h e sábado das 12h às 15h e 17h às 21h. Instagram: @ichimonrestaurante

Izakaya Tanuki. Av. dos Estados, 853, Água Verde, Curitiba – (41) 3503-5526. Terça a sexta das 11h às 14h e das 18h às 23h; sábado das 11h às 15h e das 18h às 23h. Instagram: @izakayatanuki

Lamen House. Rua Petit Carneiro 272, Água Verde, Curitiba – (41) 3342 8767. Segunda das 18h às 22h15; terça a sábado das 11h30 às 14h e das 18h às 22h15. Instagram: @lamenhouse

Nakaba. Rua Vicente Machado, 2121, Batel, Curitiba – (41) 3044 3345. Terça a sábado das 11h30 às 14h30 e das 18h30 às 22h; domingo das 11h30 às 15h. Instagram: @restaurantenakaba

Oidē. Rua Brigadeiro Franco 1845, Centro, Curitiba – (41) 3093-5471. Terça a sexta das 18 às 23h; sábado das 12h às 15h e das 18h às 23h. Delivery e retirada. Instagram: @o.i.d.e

Yume. Rua Leôncio Correia, 223, Água Verde, Curitiba – (41) 99182 5097 / (41) 3343 1321. Quinta a sábado das 11h às 22h. Somente retirada no balcão. Instagram: @sushyume

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias