fbpx
destaque Notícias de Curitiba | Vizinhança

Curso gratuito leva fotografia e conscientização para a Ilha do Mel

Encantadas, na Ilha do Mel. Foto: Observatório de Justiça e Conservação
Escrito por Mauren Luc
Compartilhe

Inicialmente programada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, a oficina de fotografia “Apurando e Revelando Olhares” já tem adultos na fila de espera. Voltado aos moradores da Ilha do Mel, o curso quer sensibilizar os participantes para as belezas naturais da região, despertando, ainda, a conscientização para os problemas ambientais da Ilha. Totalmente gratuita, a oficina será realizada em dois sábados e estará voltada a técnicas de fotografia digital e suas relações com as mídias sociais.

Realizada com o apoio de várias entidades e profissionais, a atividade será ministrada pelo Observatório de Justiça e Conservação (OJC), em parceria com Carolina Corção, Mikie Okumura e os fotógrafos Eduardo Matysiak e Bruno Santos. Além das técnicas de foto e edição de imagens – com foco no Instragram – o encontro terá conversas sobre patrimônio natural, biodiversidade e riquezas marinhas, com os ambientalistas Robin Hilbert Loose, da Associação MarBrasil, e Leticia Sene, do Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“A ideia é capacitar o olhar destes jovens para o lugar onde vivem, identificando todas as riquezas naturais e o patrimônio natural singular daquela região, mas também avaliando os problemas ambientais, ainda mais intensificados com a iminência da chegada do complexo portuário que pode se instalar em Pontal, bem em frente à Ilha”, explica a gerente de Comunicação do OJC, Claudia Guadagnin.

Os participantes serão estimulados a criar canais de comunicação para registrar as belezas e os problemas da Ilha do Mel, com o olhar mais apurado. “Pretendemos criar os canais para que eles façam a gestão das redes, para que saibam como observar e denunciar. Por isso, estamos levando estes profissionais com muita riqueza técnica para qualificá-los”, completa Claudia.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Escola de Nova Brasília com o professor Carlos Liegel. As aulas serão ministradas nos dias 13 e 20 de julho, das 10h às 17h, na sede da Associação dos Nativos da Ilha do Mel (Animpo).

O jornalismo preciso, sério e de qualidade do Plural só é possível graças ao apoio de nossos assinantes. Todos os dias publicamos uma média de 23 reportagens, colunas, crônicas, análises, charges, tirinhas, literatura e muito mais. Nada disso é de graça, mas está disponível porque há quem invista em informação plural de qualidade. Apoie essa ideia. Assine o jornalismo do Plural.

Sobre o autor

Mauren Luc

Mauren Luc é jornalista, especialista em Educação e Valores Humanos. Com atuações em reportagem, produção e edição de conteúdo, colaborou com diferentes veículos, redações e assessorias de Comunicação. Presidiu o Grupo de Apoio à Adoção Romã e integrou a direção do Sindijor-PR. Acredita que a verdadeira Comunicação Social se faz na pluralidade de vozes e em pautas que traduzam realidades e soluções transformadoras.

Deixe seu comentário