fbpx
Notícias de Curitiba | Vizinhança

O Rio descobre que Waltel sabe compor; e Waltel descobre como Elis sabe cantar

Escrito por Felippe Anibal
Compartilhe

FNos estúdios e boates do Rio, a faceta de Waltel que todos conheciam era a de instrumentista. Poucos sabiam que o músico também compunha – e muito. Dois aspectos contribuíam para que, como compositor, Waltel permanecesse praticamente despercebido: o fato de dedicar boa parte de sua inspiração a criar temas clássicos que, por óbvio, não tinham espaço na noite de Copacabana; e, apesar de também compor em estilos populares – de boleros à Bossa Nova, do samba-canção ao samba-jazz –, Waltel não escrevia letras.

O conteúdo que você está tentando acessar só está disponível para membros. Desculpe.

O jornalismo preciso, sério e de qualidade do Plural só é possível graças ao apoio de nossos assinantes. Todos os dias publicamos uma média de 23 reportagens, colunas, crônicas, análises, charges, tirinhas, literatura e muito mais. Nada disso é de graça, mas está disponível porque há quem invista em informação plural de qualidade. Apoie essa ideia. Assine o jornalismo do Plural.

Sobre o autor

Felippe Anibal

Jornalista e cronista. www.esparsaspalavras.wordpress.com.

Deixe seu comentário